A-A+

Santa não dá prazo para contratar meia e revela nomes negociados

Há mais de três meses, executivo de futebol Luciano Sorriso busca um camisa 10 no mercado. Léo Artur e Marcos Júnior foram procurados

Executivo de futebol do Santa Cruz, Luciano Sorriso, concedendo entrevista coletivaExecutivo de futebol do Santa Cruz, Luciano Sorriso, concedendo entrevista coletiva - Foto: Santa Cruz/Jota Santana

Presente no treinamento do Santa Cruz, no CT Ninho das Cobras, o executivo de futebol Luciano Sorriso concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (2). Perguntado mais uma vez sobre a busca pelo tão sonhado meio-campista, o dirigente tricolor voltou a dizer que está encontrando dificuldades para fechar a negociação e não deu prazo para anunciar o reforço. O gerente remunerado revelou que tentou contratar os meias Léo Artur, do Fluminense, e Marcos Júnior, que acertou recentemente com o Vasco da Gama. Ambos têm 23 anos de idade.

“Venho há mais de três meses buscando o meia, mas isso não depende só de mim. A torcida cobra: ‘Cadê o meia, Sorriso?’. Mas não é bem assim. Temos um corpo diretivo e uma comissão técnica para avaliar. E eu também assumo a responsabilidade do meu cargo. Estamos tentando chegar a um denominador comum e a gente tem brigado. Inclusive, já saímos dos nossos padrões salariais para contratar, mas, mesmo assim, não conseguimos ter êxito. Falta de competência? Não. É uma preferencia dos atletas. Fomos atrás de destaques e automaticamente passamos a concorrer com outros clubes. Fomos atrás de atletas com o valor acima do nosso patamar, como Léo Artur e Marcos Júnior, mas não deu certo”, declarou.

Leia também: 

Santa faz sondagens por três meias com idades mais elevadas 

Sorriso é cobrado em treino por torcedores: 'Cadê o meia?' 

Santa tem negociação com meia, mas não dá prazo para anúncio 

Procura e sondagens: Santa Cruz recebe 'nãos' no mercado

Santa espera anunciar meia que vai sacudir torcida esta semana 

Marcos Júnior disputou o Campeonato Carioca pelo Bangu, onde foi formado. Este ano, jogou 13 jogos e marcou um gol. Na carreira, ele acumula passagens por Paysandu, ABC, América/RN, Volta Redonda/RJ e Bonsucesso/RJ. Já Léo Artur esteve em campo no Campeonato Paulista pela Ferroviária/SP. Na bagagem, reúne experiências por Ponte Preta, Osasco Audax, Oeste, Paysandu, Penapolense, Mogi Mirim, Guarani e Corinthians, clube que o revelou.

O Santa tem recebido muitos nãos. Os meias Daniel Costa, que jogou no Tricolor de 2015 a 2016, Pedro Carmona, ex-Náutico e atualmente no Sport, e Jailson, atleta que defendeu a Cobra Coral na Série C do ano passado, recusaram as propostas do clube. A diretoria ainda sondou meias com idades mais elevadas: Juan (37 anos e ex-Tombense/MG), Marquinho (do Athletico Paranaense e com 32 anos), Chumbinho (do Inter de Limeira/SP e de 32 anos) e Hiroshi (XV de Piracicaba/SP e 33 anos).

Cauteloso, Luciano Sorriso evitou prometer uma data para um anúncio oficial do camisa 10. Ele disse que, assim como a torcida, está apreensivo para concretizar o negócio. “Esperamos o quanto antes anunciar isso. Estamos esperançosos, mas não é fácil. Vários clubes pontuaram que estão atrás de meias. Nunca deixamos de estar atentos ao mercado e queremos acabar logo com angústia do torcedor e a nossa também”, comentou.

Além da questão financeira, o clube esbarra na concorrência do mercado. Em outras entrevistas coletivas, o diretor Luciano Sorriso já havia elencado os obstáculos para contratar reforços.

“Temos inúmeras dificuldades. São vários motivos. Estamos disputando uma Série C e isso acaba complicando. O contrato dos nossos atletas vai até 31 de setembro. A Série B, por exemplo, é até 30 de novembro. Eu ligo para os jogadores e digo que o contrato é até o fim de setembro. Então, um profissional que ganha R$ 30 mil acaba perdendo R$ 60 mil se vier pra cá. Ele prefere jogar a Série B. Temos enfrentado esse problema e esperamos sair dessa divisão o mais rápido possível”, explicou.

Espera

Há mais de três meses, o site oficial do clube divulgou que um jogador seria anunciado para sacudir a torcida, mas a espera continua. O gerente remunerado Luciano Sorriso, inclusive, chegou a ser cobrado pelos torcedores mais de uma vez durante o treinamento do elenco. Ao ser questionado sobre a contratação do meio-campista prometido, o dirigente disse que não tem conseguido fechar a negociação. Apesar da pressão, o diretor conversou pacientemente com a torcida.

Veja também

MC Livinho estreia no São Caetano e sofre pênalti em 1º jogo profissional; veja vídeo
Futebol

MC Livinho estreia no São Caetano e sofre pênalti em 1º jogo profissional; veja vídeo

Flamengo consegue efeito suspensivo e Gabigol pode enfrentar o Grêmio
Futebol

Flamengo consegue efeito suspensivo e Gabigol pode enfrentar o Grêmio