Santa renegocia e consegue manter patrocínio

Coordenador do Núcleo de Gestão do clube, Ítalo Mendes, disse que clube e a Krona, empresa especializada em tubos e conexões, chegaram a um “entendimento”

Estádio do ArrudaEstádio do Arruda - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

Em meio à paralisação do futebol devido à pandemia do novo coronavírus, uma boa notícia pairou pelas bandas do Arruda nesta segunda-feira (20), e refere-se ao respiro financeiro que o Santa Cruz terá junto a um de seus patrocinadores, a Krona. O clube entrou em comum acordo com a empresa de tubos e conexões e terá pago normalmente o valor global do patrocínio. Foi o que afirmou o coordenador do Núcleo de Gestão coral, Ítalo Mendes, em contato com a Folha de Pernambuco.

No início deste mês, em decorrência da crise provocada pelo novo coronavírus, três colaboradores (JBS, Ilumi e Krona) entraram em acordo com o Tricolor para efetivar a readequação de 50% da mensalidade estabelecida em contrato, por três meses, trato que passaria a valer a partir de abril, com o valor sendo recompensado ao clube de forma parcelada durante seis meses -de julho a dezembro-. A  Krona, no entanto, reavaliou a tratativa e optou por manter o montante mensal firmado em contrato. “Chegamos num entendimento. Patrocínio da Krona não será reduzido”, simplificou o gestor do Santa. Quanto aos outros dois patrocinadores, a redução deve ser mantida.

Leia também:
Santa anuncia extensão do empréstimo de André
Segundo campo do CT do Santa Cruz a poucos passos de ser finalizado
Presidente do Santa defende ‘bom senso’ para tomada de decisões pós-pandemia

Em decorrência da crise provocada pela Covid-19, os clubes brasileiros estão tendo que adequar suas despesas à nova realidade. Com os jogos suspensos temporariamente, por exemplo, o quadro de sócios do Tricolor teve baixa de cerca de 40%, ao passo em que o clube deixou de receber aproximadamente 50% da última parcela da cota de participação da Copa do Nordeste. Em contrapartida, o clube conseguiu quitar o salário de março de alguns funcionários, como os que trabalham na cozinha e nos serviços gerais, segundo o mandatário coral, Constantino Júnior. Na tentativa de pagar aos demais o mês correspondente, o Santa busca, via Justiça, liberar receitas bloqueadas por conta de dívidas trabalhistas.

Outra forma de minimizar o prejuízo financeiro advindo da queda nas receitas veio através do marketing coral, que começou a colocar algumas ações em prática. Na sexta, em parceria com a Cobra Coral-marca própria-o clube anunciou o lançamento de máscaras personalizadas nas cores corais em prevenção ao coronavírus. De acordo com a loja, mais de 300 kits foram solicitados somente no sábado. O dinheiro das vendas será revertido ao pagamento de funcionários.

Veja também

'Eu venci a bateria', diz Medina, que rebate provocação de Igarashi
Jogos Olímpicos

'Eu venci a bateria', diz Medina, que rebate provocação de Igarashi

'Neymar arqueiro', D'Almeida vira esperança de medalha no tiro com arco
Jogos Olímpicos

'Neymar arqueiro', D'Almeida vira esperança de medalha no tiro com arco