A-A+

Santa vira contra o Retrô e se isola na liderança

O Tricolor levou um susto no primeiro tempo, mas na segunda etapa se recuperou e conseguiu virar a partida para 2x1, contra a Fênix, candidato a time surpresa do Campeonato Estadual

Mayco Félix, atacante do Santa CruzMayco Félix, atacante do Santa Cruz - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Equilíbrio. Essa foi a palavra que definiu o inédito embate entre Retrô x Santa Cruz. Em jogo de bastante marcação, o Santa Cruz saiu em desvantagem, mas se recuperou e venceu de virada a Fênix de Camaragibe por 2x1, nesta terça-feira, nos Aflitos, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano. O alívio do triunfo foi grande para os tricolores, que, com o resultado, abriram boa vantagem na liderança do Estadual, com seis pontos.

Sem surpresas, o Santa Cruz entrou na partida com a mesma formação que encarou o Petrolina no último sábado. Mesmo com Fabiano já regularizado, o técnico Itamar Schulle precisou improvisar mais uma vez na lateral esquerda, obrigando Feliphe Gabriel, zagueiro de origem, a assumir papel de ‘multiuso’ na equipe coral neste início de temporada. Já o técnico Rômulo Oliveira optou por entrar com Gustavo no lugar de Mathaus, também na lateral esquerda.

Leia também:
Com dores no joelho, Tiago Cardoso analisa aposentadoria
Em amistoso morno, Santa Cruz fica no empate diante do Campinense

O investimento milionário da Fênix de Camaragibe, forte candidata a levantar a taça do Estadual, parecia surtir efeito. O time soube ocupar bem os espaços do campo, mostrou velocidade e - em boa parte do primeiro tempo - apresentou consciência em relação ao que precisaria tomar para sair em vantagem na partida. Isso foi demonstrado pela personalidade imposta pela equipe auriazul. E foi seguindo essa filosofia que Janderson lançou na área e Jaildo, de prontidão e sem grande esforço, cabeceou sozinho e abriu o placar para a Fênix.

A dificuldade foi grande. Com os espaços reduzidos, o Santa apostou na troca de passes para tentar infiltrar a forte linha de frente montada pelo Retrô. E, de tanto insistir, a Cobra Coral foi recompensada, mas na bola parada. Aos 15 minutos da etapa final, Jeremias cobrou escanteio e Danny Morais subiu absoluto para igualar o marcador. A euforia foi tanta que o zagueiro comemorou o gol como se fosse o primeiro de sua carreira.

Não demorou muito para torcida tricolor soltar o grito de novo. Aos 20 minutos do segundo tempo, Paulinho recebeu na lateral, ajeitou e cruzou na grande área. Bem posicionado, Mayco Félix, que entrou no lugar de Patrick, se adiantou e virou para os corais com um golaço de letra. Com a partida controlada, o Santa diminuiu o ritmo e apenas esperou o apito final para comemorar a segunda vitória no ano.

Ficha técnica

Santa Cruz 2

Maycon; Júnior, Danny Morais, William Alves e Feliphe Gabriel (Toty); Bileu, Paulinho (Ítalo Henrique) e Jeremias; Augusto Potiguar, Patrick (Mayco Félix) e Pipico. Técnico: Itamar Schülle

Retrô 1

Jean; Gustavo (Léo Cotia), Marlon, Marcelo e Tiago Costa; Jaildo (Moreilândia), Serginho Paulista, Anderson Paraíba (Thiaguinho), Fabiano, Janderson, Willian Lira. Técnico: Rômulo Oliveira


Local: Aflitos (Recife/PE)

Árbitro: Gilberto Castro Júnior

Assistentes: Ricardo Chianca e Dhiego Cavalcanti

Gol: Jaildo (R) (aos 14’ do 1ºT), Danny Morais (aos 15 min do 2ºT), Mayco Félix (aos 20 min do 2ºT)

Cartões amarelos: Patrick (Santa Cruz), Fabiano (Retrô), Jaildo (Retrô), Rômulo Oliveira (Retrô)

Veja também

SDS garante presença de segurança pública nos estádios
Futebol

SDS garante presença de segurança pública nos estádios

Pregando discurso apaziguador, presidente interino e CEO são apresentados no Arruda
Futebol

Pregando discurso apaziguador, presidente interino e CEO são apresentados no Arruda