Futebol

São Paulo tem gol anulado 2 vezes, empata com Ceará e perde chance de ser líder

Após abrir o placar com Diego Costa, o time de Fernando Diniz sofreu o empate na etapa final

São PauloSão Paulo - Foto: Reprodução/Twitter

O São Paulo empatou com o Ceará por 1 a 1 na noite desta quarta (25), em jogo adiado da 16ª rodada, e perdeu uma boa oportunidade de chegar à liderança do Campeonato Brasileiro 2020.

Após abrir o placar com Diego Costa, o time de Fernando Diniz sofreu o empate na etapa final. Léo Chú fizeram para os cearenses no duelo. Ainda houve um lance de confusão do VAR em que foi anulado gol do atacante Pablo. Na ocasião, o assistente assinalou impedimento. Na sequência, o árbitro de vídeo validou o gol. Porém, depois disso, mudou de ideia e marcou impedimento do atleta.

Com o resultado, o Tricolor paulista chega a 38 pontos e fica na terceira posição, com um a menos que o líder Atlético-MG, que ainda joga nesta noite contra o Botafogo. O Ceará fica na 14ª posição do torneio, com 22 pontos, um a mais que o Vasco, primeiro da zona de rebaixamento.


QUEM FOI BEM: DIEGO COSTA
Firme na defesa, sobretudo na marcação de Cléber, o zagueiro ainda se aventurou no ataque e marcou o gol do São Paulo no primeiro tempo da partida, após cobrança de escanteio de Reinaldo. Titular absoluto de Fernando Diniz, ele tem se destacado pelo lado direito do sistema defensivo e voltou a ter uma boa atuação no jogo.

QUEM FOI MAL: CLÉBER
Escalado como referência do setor ofensivo do Ceará, o atacante não conseguiu aparecer em campo. Bem marcado pelos adversários, principalmente Diego Costa e Léo, teve dificuldades para criar e dar opção aos homens de frente. O centroavante nem sequer chutou contra o gol de Tiago Volpi no primeiro tempo. Na volta do intervalo, ele deu apenas uma finalização (cabeceio após cruzamento de Bruno Pacheco) e foi substituído por Victor Jacaré.

REINALDO SE ISOLA COMO 'GARÇOM'
Reinaldo se isolou como o garçom do São Paulo na temporada nesta noite. Ele deu assistência em cobrança de escanteio para o gol de Diego Costa e chegou à sétima no ano. Pablo é o jogador que está mais próximo do lateral esquerdo na lista, com cinco passes para gols. O dono da camisa 6 são-paulina soma dois passes no Brasileirão, dois no Campeonato Paulista, dois na Libertadores e uma na Copa do Brasil.

ATUAÇÃO DO CEARÁ
O Ceará encontrou dificuldades para fazer o seu jogo no início da partida. A equipe comandada por Guto Ferreira foi acuada pelo São Paulo e não conseguiu reagir nos minutos iniciais. Após o pedido do técnico para a mudança de comportamento, os seus jogadores passaram a pressionar a saída de bola e impediram que o rival tivesse liberdade desde o início da construção ofensiva. Isso foi o suficiente para a equipe conseguir o empate no segundo tempo.

ATUAÇÃO DO SÃO PAULO
O São Paulo começou dominando a partida, com mais posse de bola e poderio ofensivo. A equipe de Fernando Diniz, inclusive, fez um gol aos 10 minutos da etapa inicial. O repertório de jogadas do início do duelo incluiu ações pelos lados do campo -Gabriel Sara e Juanfran apareceram pela direita, e Igor Gomes e Reinaldo, pela esquerda. O time, contudo, passou a ter mais dificuldades a partir da segunda metade do primeiro tempo. Com o adversário pressionando a saída de bola, os visitantes passaram a encontrar dificuldades nos lances de transição ofensiva. Os comandados de Fernando Diniz ficaram reféns de ligação direta por causa disso e passaram a criar menos.

CRONOLOGIA DO JOGO
O São Paulo abriu o placar aos 10 minutos do primeiro tempo. Na ocasião, Reinaldo cobrou escanteio, e Diego Costa marcou de cabeça. O lance foi o mais relevante da primeira etapa do compromisso ocorrido na Arena Castelão. Léo Chú igualou o marcador aos dois minutos do segundo tempo. Ele aproveitou desviou de Lima em cruzamento de Bruno Pacheco e estufou a rede de Tiago Volpi para deixar o placar empatado na Arena Castelão.

VAR FAZ LAMBANÇA
O árbitro de vídeo, comandado por Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ), fez lambança em um lance envolvendo um gol anulado de Pablo. O jogador estava impedido no lance e balançou a rede de Richard.

Inicialmente, o assistente Thiago Rosa de Oliveira (RJ) assinalou posição irregular do atleta. No entanto, na sequência, Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ) confirmou o gol ao seu auxiliado pelo VAR. O problema é que o mesmo VAR se corrigiu e anulou o lance. O processo demorou quatro minutos e trinta e cinco segundos.

CEARÁ
Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Alyson); Fabinho, Lima (Leandro Carvalho), Vina e Fernando Sobral; Léo Chú (Charles) e Cléber (Victor Jacaré). Técnico: Guto Ferreira

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Léo e Reinaldo; Luan (Tchê Tchê), Daniel Alves, Gabriel Sara (Galeano) e Igor Gomes; Luciano e Pablo (Vitor Bueno). Técnico: Fernando Diniz

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Assistentes do VAR: William Machado Steffen (SC) e Daniel do Espirito Santo Parro (RJ)
Cartão amarelo: Vina, Tiago Pagnussat, Léo Chú, Samuel Xavier, Fernando Sobral (Ceará); Reinaldo, Luan, Diego Costa (São Paulo)
Gols: Diego Costa, aos 10 minutos do 1º tempo (0-1); Léo Chú, aos 2 minutos do 2º tempo (1-1)

Veja também

Jair Ventura ressalta 'melhor segundo tempo' do Sport em 'final de Copa do Mundo'
Sport

Jair Ventura ressalta 'melhor segundo tempo' do Sport em 'final de Copa do Mundo'

Hélio agradece jogadores e afirma não ter deixado de acreditar na permanência
Náutico

Hélio agradece jogadores e afirma não ter deixado de acreditar na permanência