A-A+

Schulle exalta vitória e agradece por mudanças certeiras

Feliz da vida, o comandante destacou o merecido triunfo da equipe coral em cima do ABC, resultado que tirou os pernambucanos da lanterna do Grupo B do Nordestão

Itamar Schulle, técnico do Santa CruzItamar Schulle, técnico do Santa Cruz - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Fora das quatro linhas, após comemorar a vitória do Santa Cruz por 1x0 em cima do ABC, pela quarta rodada da Copa do Nordeste, o técnico Itamar Schulle abriu o sorriso na coletiva pós-jogo, nesta quinta-feira (13), no Arruda. O treinador demorou mais do que o usual para a análise do jogo. E por uma boa razão: a emoção que sentiu ao ver Toty concretizar a primeira vitória do Tricolor na competição. Na ocasião, Schulle comemorou a investida bem sucedida que fez no time, proporcionando a estreia de três pratas da casa do elenco profissional.

“A equipe teve algumas mudanças necessárias. Jogadores que estrearam. Nossa equipe foi bem, fomos superiores ao adversário. Eles tentaram no contra-ataque. Tivemos o controle do jogo, criamos logo no início duas situações claras de gol. Já merecíamos a vitória. É assim: na entrega, e o santa cruz tem vivido isso. Hoje novamente uma entrega muito grande, sem desistir. Taticamente, dominamos o adversário, na minha visão, e a equipe fez por merecer para conquistar os três primeiros pontos na competição”, afirmou, declarando mais uma vez sua admiração pelo clube. “Trabalhar em um clube como o Santa Cruz é uma honra e tem que ter coração, senão, não consegue”, acrescentou.

Lançando-se ao dilema de entrar com o elenco titular ou modificar a equipe, poupando algumas peças, o comandante ficou com a primeira opção e agradeceu por isso. Os jovens João Cardoso, André e Felipe Cabeleira estrearam com a camisa tricolor e não decepcionaram. Schulle analisou a atuação dos pratas da casa, recém promovidos ao profissional.

“Ele (João Cardoso) vai se adaptando, vai melhorando, pegando experiência e maturidade. Isso tudo é construção, no dia a dia. Chegou um momento que ele cansou e tivemos que tirar. Já André é um jogador de imposição, para frente, sabe marcar e sair para o jogo. Ele fez um segundo tempo muito primoroso. Ao meu modo, foi muito bem também. (Felipe) Cabeleira é um menino mais novo, estamos trabalhando com ele, entrou bem, segurando a bola, finalizou uma bola e por pouco não fez o gol. É um menino de personalidade e na sequência dos jogos eles vão evoluir cada vez mais. Vão lembrar que estrearam vencendo”, concluiu.

Leia também:
Após susto, Itamar Schulle cita 'identidade’ para o Santa
No último minuto, Santa bate o ABC e conquista 1ª vitória na Copa do Nordeste
Aliviado, Schülle exalta esforço do Santa e justifica escalação

Veja também

Com gol nas três vitórias consecutivas, Caio Dantas deslancha no Náutico
SÉRIE B

Com gol nas três vitórias consecutivas, Caio Dantas deslancha no Náutico

Santa Cruz ultrapassa 2500 ingressos vendidos para confronto contra Floresta
Santa Cruz

Santa Cruz ultrapassa 2500 ingressos vendidos para confronto contra Floresta