Seleção de handebol se reencontra após os Jogos do Rio

Renovada após a saída de algumas veteranas, a equipe se prepara para o Torneio Quatro Nações

Debate com os candidatos ao Governo de Pernambuco, em CaruaruDebate com os candidatos ao Governo de Pernambuco, em Caruaru - Foto: Hélia Scheppa/PSB

A seleção feminina de handebol iniciou, nesta sexta-feira, em Belém (PA), a primeira fase de treinamentos após a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto. Esse é o último encontro do elenco nesta temporada e terá como ponto alto a disputa do II Torneio Quatro Nações, a ser realização nos próximos dias 1, 2 e 3 e dezembro, com a participação do Brasil, cuba, Eslováquia e Uruguai.

O evento servirá de termômetro para o novo ciclo a ser vivido pela equipe, que atravessa uma fase de transição devido à aposentadoria de algumas veteranas, a exemplo de Dara e Dani Piedade. Entre as meninas da nova geração que passam a ter mais espaço está a pernambucana Juliana Malta, que integrou as seleções de base e vem treinando com o elenco adulto há algumas temporadas, mas ainda não conseguiu ter continuidade de competições por conta de sucessivas lesões nos ligamentos do joelho esquerdo.

"Já estou com Morten desde 2009, quando ele também comandava as Seleções de base. Na equipe adulta estou desde 2013. Acredito que teremos ainda mais trabalho a ser feito, já que peças importantes se despediram da nossa equipe, mas, com certeza, a nova geração vem com tudo, com sede de se tornar do mesmo nível ou melhor do que aquelas que representaram tão bem a nossa Seleção", afirmou Juliana.

Ela acredita que a equipe irá encontrar um caminho rápido para lidar com tantas mudanças e com os novos objetivos propostos para o ciclo. "Acho que a renovação do elenco sempre é importante depois de um ciclo olímpico, visto que agora temos quatro anos para nos prepararmos para a próxima Olimpíada, em Tóquio. Mudanças sempre são difíceis, mas são necessárias visando o melhor para o futuro da nossa equipe."

Além de Juliana, que atua pelo MKS Zaglebier Lubin, da Polônia, outras duas pernambucanas também estão com a seleção. São elas: a ponta-esquerda Samira Rocha, do Kisvardai, da Hungria, e a central Deborah Hannah, do São Bernardo/Metodista/SP. 

Veja também

São Bento tem surto de Covid e terá de escalar goleiro na linha pela Série C
Futebol

São Bento tem surto de Covid e terá de escalar goleiro na linha pela Série C

Após domínio no clássico, injeção de 'entusiasmo' é celebrado no Sport para sequência na Série A2
Futebol Feminino

Após domínio no clássico, injeção de 'entusiasmo' é celebrado no Sport para sequência na Série A2