Liga das Nações

Seleção feminina de vôlei se vinga da Sérvia e conquista 4ª vitória seguida na Liga das Nações

Com a vitória, o Brasil se vinga da derrota no Mundial de 2022, fato que vinha incomodando as atletas

Gabi tenta ataque contra a SérviaGabi tenta ataque contra a Sérvia - Foto: Maurício Val/CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei conquistou a quarta vitória consecutiva e se manteve na liderança da Liga das Nações ao derrotar a Sérvia por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/19 e 25/19, no Maracanãzinho, que contou novamente com um bom público neste domingo. Com a vitória, o Brasil se vinga da derrota no Mundial de 2022, fato que vinha incomodando as atletas, como revelou a capitã Gabi na última sexta.

A partida serviu também para a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) homenagear as jogadoras que fizeram parte da equipe nas edições anteriores dos Jogos Olímpicos, teve até algumas de 1980, quando o torneio foi disputado em Moscou, na Rússia.

Passado o jogo contra a Sérvia, o Brasil terá um tempo maior para se preparar para o próximo compromisso, que será diante do Japão, marcado para o dia 28 de maio, às 8h30, pelo horário de Brasília.



Com a Sérvia "engasgada", o Brasil começou de forma arrasadora e não se importou de enfrentar uma equipe alternativa da adversária, que preservou suas principais estrelas visando os Jogos Olímpicos de Paris-2024. O primeiro set foi um passeio da seleção brasileira, que fechou por 25 a 15, com destaque para a capitã Gabi Guimarães, com seis pontos, sendo dois de bloqueio.

Mas nem tudo foi festa no primeiro set. A equipe do técnico Zé Roberto Guimarães ganhou duas preocupações. Carolana levou um pisão de Ana Cristina e chegou a ser substituída ao reclamar de muitas dores. Ela, no entanto, sinalizou que está bem, mas o mesmo não pode ser dito de Julia Kudiess, que caiu de mau jeito e deve ser levada para fazer exames. A suspeita é de lesão de ligamento no joelho. No banco, chorou copiosamente já prevendo algo mais sério.

No segundo set, a Sérvia resolveu complicar o jogo. Com direito a bons ralis, as equipes disputaram ponto a ponto até o Brasil fechar por 25 a 19, com grande destaque para Gabi, que chamou a responsabilidade quando o duelo estava empatado e decidiu a favor da equipe de Zé Roberto. Teve até ace da capitã, aniversariante do dia.

A equipe brasileira manteve o ritmo no terceiro set, não deixou a Sérvia crescer e fechou com extrema facilidade por 25 a 19, com o ponto final marcado por Rosamaria.

Veja também

Jogos de Paris 2024: Comitê Olímpico Sérvio confirma participação de Djokovic
OLIMPÍADAS

Jogos de Paris 2024: Comitê Olímpico Sérvio confirma participação de Djokovic

Paquetá: CPI da Manipulação aprova convite para depoimento do meia do West Ham
futebol

Paquetá: CPI da Manipulação aprova convite para depoimento do meia do West Ham

Newsletter