Seleção feminina vence primeira na Liga das Nações de vôlei

Nesta quarta-feira (16), em Barueri (SP), as comandadas de José Roberto Guimarães venceram o Japão por 3 sets a 1 (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11). Ontem, a seleção feminina perdeu para a Alemanha

Tandara foi a maior pontuadora do jogo, com 25 pontosTandara foi a maior pontuadora do jogo, com 25 pontos - Foto: Reprodução/Instagram

Com uma atuação mais sólida do que a apresentada contra a Alemanha, a seleção feminina conquistou sua primeira vitória na Liga das Nações de vôlei. Nesta quarta-feira (16), em Barueri (SP), as comandadas de José Roberto Guimarães venceram o Japão por 3 sets a 1 (22/25, 25/18, 25/23 e 25/11).

O destaque da partida foi a oposta Tandara. Fundamental para a vitória do Brasil no segundo set, a camisa 16 encerrou o duelo com 25 pontos. Pelo lado japonês, Sarina Koga foi quem terminou com mais pontos: 15.

A competição internacional substitui o antigo Grand Prix, torneio do qual o Brasil é o atual bicampeão e chegou à final em quatro das últimas cinco edições.

Leia também:
Seleção feminina estreia com derrota na Liga das Nações
Seleção feminina estreia na inédita Liga das Nações

O Brasil terá a Sérvia na próxima rodada, mais uma vez em Barueri (SP). As duas seleções se enfrentam nesta quinta-feira (17), às 15h (de Brasília).

Para o duelo contra o Japão, Zé Roberto deu sequência ao rodízio e fez duas alterações: Adenízia entrou no lugar de Carol, e Amanda assumiu a vaga de Drussyla.

O Brasil começou o primeiro set apresentando problemas semelhantes aos do jogo com a Alemanha. Sofrendo para superar o bloqueio japonês e abusando dos erros, a equipe de Zé Roberto Guimarães permitiu a virada japonesa e perdeu o primeiro set por 25 a 22.

No segundo set, Zé Roberto continuou dando sequência ao rodízio. Ainda longe de sua melhor forma, Gabi foi substituída. Com o jogo rolando, a levantadora Roberta passou a apostar mais em Tandara, que na metade da parcial já aparecia com nove pontos de ataque. A estratégia fez o Brasil venceu por confortáveis 25 a 18.

O equilíbrio voltou a aparecer no terceiro set, com destaque para um rali que durou mais de 30 segundos e terminou com ponto japonês. Apesar de mais uma vez permitir a aproximação japonesa, a seleção brasileira conseguiu fechar a parcial em 25 a 23.

No set decisivo, as japonesas passaram a apresentar mais erros do que no restante da partida. A mudança de postura rival fez com que o Brasil abrisse a maior vantagem do jogo até então no meio do quarto set (13 a 4). A diferença não parou de aumentar, com o Japão errando cada vez mais e tudo dando certo para o time de Zé Roberto. A parcial ainda permitiu a entrada de Jaqueline, agora líbero, no time do Brasil. No final, vitória tranquila por 25 a 11.

A seleção brasileira terá quatro compromissos em 2018. Depois da Liga das Nações, terá pela frente a Copa Pan-Americana, de 6 a 15 de julho, no México, o Montreux Volley Masters, entre 4 e 9 de setembro, na Suíça, e o principal desafio desta temporada: o Campeonato Mundial, de 29 de setembro a 20 de outubro, no Japão.

Veja também

Mercedes melhorou, mas Hamilton ainda vê Red Bull de Verstappen mais rápida
F1

Mercedes melhorou, mas Hamilton ainda vê Red Bull de Verstappen mais rápida

Bragantino vence Ponte Preta e alcança melhor campanha do Paulistão
Futebol

Bragantino vence Ponte Preta e alcança melhor campanha do Paulistão