futebol

Sem comentar do caso Paquetá, Rodrigo Caetano projeta a preparação da seleção para a Copa América

Coordenador executivo geral das equipes masculinas do Brasil revelou como será o planejamento prévio à competição sul-americana

Rodrigo Caetano é o atual coordenador executivo geral das equipes masculinas da seleção brasileiroRodrigo Caetano é o atual coordenador executivo geral das equipes masculinas da seleção brasileiro - Foto: Mauro Pimentel/AFP

Em entrevista a CBF, o coordenador executivo geral das equipes masculinas da seleção brasileira, Rodrigo Caetano, projetou a preparação do time de Dorival Jr para a Copa América dos Estados Unidos, que inicia no dia 20 de junho. Ele falou sobre o planejamento e objetivo dos dias prévios à competição. A situação de Paquetá, que está sendo investigado por manipulação de esquema de apostas e está na lista de convocados, não foi comentado.

A estreia da seleção será apenas no dia 24 de junho, contra a Costa Rica, em Los Angeles. Até lá, a equipe de Dorival Jr vai permanecer em Orlando se preparando para o torneio. Neste período, o Brasil disputara dois amistosos: o primeiro contra o México, no dia 8, no Texas, e o segundo contra os Estados Unidos, no mesmo local escolhido para ser a base dos treinamentos, no dia 12.

A preparação para a Copa América será iniciada nesta quinta-feira (30). A chegada dos convocados está dividida em três levas: Os atletas que atuam no exterior serão os primeiros a se apresentar na Flórida, os que defendem os clubes brasileiros chegarão na próxima segunda-feira, e os que vão disputar a final da Liga dos Campeões neste sábado, Éder Militão, Vini Jr e Rodrygo, apenas na próxima quarta-feira.

VEJA O QUE FALOU RODRIGO CAETANO

Base na Flórida
"Vamos ter um ótimo período de preparação, tanto para os amistosos quanto para a disputa da Copa América. Tudo isso foi muito planejado e, obviamente, que tem um investimento também da CBF e a aprovação do presidente Ednaldo Rodrigues para toda a nossa programação.

Nós optamos por ter uma sede nos Estados Unidos, na Flórida, justamente porque teremos os amistosos que antecedem o início da Copa América. Vamos contar com um complexo esportivo que atende frequentemente os grandes clubes do futebol mundial e de outras modalidades também."

Harmonia
"A gente enxerga que esse período mais longo nos traz possibilidades de um número maior de sessões de treino. O Dorival Júnior e a comissão técnica vão ter mais tempo para executar ou pelo menos praticar a ideia de jogo deles. Fora isso, também teremos que ter atenção com outras questões para mantermos um convívio harmonioso durante todo o período.

Vamos ter um psicóloga para trabalhar um pouco mais os aspectos emocionais. Esse período mais longo vai ajudar para essas questões serem melhor trabalhadas. Vamos potencializar essa questão de união e fortalecimento das relações humanas. Isso é ótimo.

Teremos sempre as nossas regras muito claras em prol de um bom ambiente. Vamos ter quase 48 dias juntos, já que esperamos chegar na final no dia 14 de julho."

Objetivos
"Teremos um período de treinamento semelhante ao de uma Copa do Mundo. Não temos dúvida nenhuma que esse período maior nos possibilita estabelecer uma base, fazer um diagnóstico e até uma evolução do trabalho.

Agora, talvez, seja o grande período de trazer uma solidez para esse trabalho e trazer realmente expectativas muito boas para as Eliminatórias, que vão começar em seguida."

Veja também

Galvão Bueno vai apresentar reality na Globo com Karine Alves
FUTEBOL

Galvão Bueno vai apresentar reality na Globo com Karine Alves

Rebeca Andrade vai a 2 finais no Troféu Brasil, última competição antes dos Jogos de Paris-2024
GINÁSTICA

Rebeca Andrade vai a 2 finais no Troféu Brasil, última competição antes dos Jogos de Paris-2024

Newsletter