Esportes

Sem desculpas, Sobralense admite baixo rendimento no Santa

O experiente meia, de 35 anos, é uma das referências técnicas do elenco coral, mas ainda não mostrou a que veio

Daniel Sobralense foi contratado pelo Santa para a temporada 2018Daniel Sobralense foi contratado pelo Santa para a temporada 2018 - Foto: Santa Cruz/Rodrigo Baltar

 

Contratado para ser referência técnica na armação do Santa Cruz, o meia Daniel Sobralense ainda não conseguiu se firmar no Arruda. Em três meses de temporada, ele viveu situações que dificultaram um melhor rendimento nos oito jogos disputados com a camisa coral. Sofreu lesões no tornozelo direito - ficando mais de um mês fora de combate - e atuou mais improvisado, como falso 9, do que na função de ofício, que é de articular as jogadas.

Leia também: 

Júnior Rocha define Santa Cruz para pegar o Treze 

Santa tem dois desfalques e deve sofrer quatro mudanças 

Calejado após eliminações, Santa foca no Nordestão 

De volta à titularidade, o experiente jogador, de 35 anos, reconhece que tem deixado a desejar e espera melhorar seu desempenho daqui pra frente. “Logo no início do ano, joguei como falso 9. Foi uma posição que me adaptei mais. Voltei a jogar nessa função contra o CRB após quase 35 dias parado. Meu rendimento caiu porque a gente não joga muito pelo meio de campo. E eu quero receber mais a bola. Participar do jogo é uma característica minha”, comentou.

Mesmo atuando improvisado, Sobralense se sente à vontade no posto pelo fato de já ter feito a função. “Estou adaptado. Joguei assim no Fortaleza e no futebol sueco. Acho uma posição boa por ficar próximo ao gol e gosto de jogar dessa maneira”, afirmou o meio-campista na entrevista coletiva.

 

Veja também

Com disputas no tiro com arco e handebol, Brasil estreia nos Jogos Olímpicos de Paris nesta quinta
Olimpíadas

Com disputas no tiro com arco e handebol, Brasil estreia nos Jogos Olímpicos de Paris nesta quinta

Olimpíadas 2024: skatistas do Brasil são esquecidos por ônibus após treino, e Rayssa Leal protesta
PARIS 2024

Olimpíadas 2024: skatistas do Brasil são esquecidos por ônibus após treino, e Rayssa Leal protesta

Newsletter