Sem fonte de receita, Santa Cruz volta a atrasar salários

Elenco recebe 50% de fevereiro adiantado, mas espera pelo restante do pagamento. Funcionários têm prejuízo maior

Constantino Júnior, presidente do Santa CruzConstantino Júnior, presidente do Santa Cruz - Foto: Anderson Stevens

Já com um pequeno atraso dos salários referentes ao mês de fevereiro, a diretoria do Santa Cruz explicou, na semana que a folha venceu, no dia 15 de março, que o crédito não foi inteiramente processado e por isso não houve pagamento. Como o elenco recebeu metade dos vencimentos adiantado, no dia 7 deste mês, a expectativa era de que o restante fosse saldado há um pouco mais de uma semana. A promessa da cúpula foi pagar o que faltava aos jogadores até 23 de março, mas segue em aberto. Enquanto os funcionários não receberam nenhuma quantia de fevereiro.

Leia também: 

Santa se esforça para deixar salários de fevereiro em dia 

Santa Cruz adianta 50% do salário de fevereiro ao elenco 

Tricolor paga metade da folha, mas antecipa cotas 

Vale lembrar que a direção antecipou 50% do pagamento da folha salarial de janeiro e quitou o resto dentro do prazo (até 15 de fevereiro), mas os funcionários receberam com um curto atraso e também não tiveram uma parte adiantada.

APERTO

Mesmo com um orçamento limitado e uma folha salarial enxuta (gira em torno de R$ 250 mil), o Santa vive uma crise financeira desde o mês de julho de 2016. De lá pra cá, vários débitos e falta de verba. Não há fonte de receita e o clube sofre sem patrocinador máster, programa de sócios defasado, presença pequena de público no estádio e consequentemente prejuízo por conta das rendas baixas. 

Veja também

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe
Futebol

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C
Futebol

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C