Santa Cruz

Sem pressa, Martelotte prega cautela sobre Gaúcho e diz: ‘expectativa exagerada’

Jogador de 19 anos, um dos destaques da Copinha, foi integrado ao elenco profissional pelo treinador na última semana

Léo Gaúcho, centroavante do Santa CruzLéo Gaúcho, centroavante do Santa Cruz - Foto: Rafael Melo/SCFC

A expectativa sobre o futebol de Léo Gaúcho é proporcional a longa caminhada de trabalho que o jovem de 19 anos deve trilhar para se firmar no elenco principal do Santa Cruz. Recém-integrado ao time de cima pelo técnico Marcelo Martelotte, após boa performance no jogo-treino com o profissional na última semana, a disponibilidade do centroavante à equipe agradou a torcida, que espera num período não tão distante ver na prática seu potencial com a bola nos pés desempenhado em campo.

Com a normal preocupação de evitar uma investida precipitada para quem sabe não acabar “queimando” o jogador ante a própria massa coral, o comandante tricolor, ainda que ciente da qualidade do atacante, pregou cautela antes de datar uma possível estreia de Léo Gaúcho pela Cobra Coral. 

“A gente entende como funciona o pensamento do torcedor, mas a expectativa criada é exagerada. É um menino jovem, eu trouxe o Léo (Gaúcho) para treinar com a gente no profissional, porque o observei em um treinamento que fizemos junto com o sub-23, e muito mais também pela necessidade de um jogador com essa característica hoje no elenco”, discursou.
 

O Santa Cruz ainda tem cinco jogadores em tratamento do departamento médico, são eles Jeremias, William Alves, Júnior, Célio Santos e Chiquinho. Na frente, ainda precisando recuperar os 100%, Pipico aos poucos retorna ao time, depois de cinco rodadas fora das quatro linhas, enquanto Victor Rangel vive sob a expectativa por um gol para sair da seca de mais de seis meses sem marcar. É justamente sob as necessidades impostas ao grupo, que Gaúcho pode acelerar seu protagonismo. Mas sem pressa, Martelotte sinaliza a procura por um centroavante no mercado, e garante ritmo desacelerado para uma possível utilização de Gaúcho nos próximos jogos. 

“Um centroavante com a característica do Léo, a gente busca ainda. Poderemos até contratar um jogador com essas características mais à frente, mas nesse momento vimos essa necessidade. O aproveitamento vai ser de acordo com o momento mais propício, a gente não tem pressa nisso. Acho que ele ganha muito com esse momento de treinar junto com os profissionais, ainda vamos avaliar a possibilidade de relacioná-lo para esse jogo, mas tenho certeza que ele já está evoluindo a partir do momento que treina junto com os profissionais”, encerrou.

Vale ressaltar, como garantido à Folha pelo executivo de futebol do Santa, Nei Pandolfo, que o garoto ainda faz parte do sub-23 e, inclusive, deve estar à disposição de Paulo Massaro para a disputa do Campeonato Brasileiro de Aspirantes 2020, a partir do dia 18 de outubro. Ainda assim, existe grande chance de o atleta ser efetivado no time principal.

“Ele veio passar um período com a gente até nós termos a recuperação dos outros atletas, que estão no DM. Ele veio para completar os treinamentos e, se necessário, ir a jogo também, fica à disposição do Marcelo (Martelotte). Mas o atleta pertence ao 23 de início, a não ser que ele tenha um rendimento muito grande e aí permaneça. Vai depender muito mais do atleta esse rendimento possível nos treinamentos”, disse.

Gaúcho foi um dos destaques do elenco sub-23 que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior no início deste ano. Antes de se machucar, o centroavante vestiu a camisa coral em cinco oportunidades e anotou três gols. O contrato do atacante com o clube foi estendido até o final de 2022. 

Veja também

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso
Futebol

Álvaro celebra retorno nos gramados e diz que Náutico ainda mira o acesso

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game
Esports

Mais caro, Fifa 21 muda pouco em relação à edição passada do game