Sem R.Oliveira e com quatro voltas, Náutico encara o Paysandu

Atacante foi vetado do jogo por conta de dores na panturrilha direita; Camutanga, Willian Simões, Matheus Carvalho e Thiago voltam ao time

Gilmar Dal Pozzo, técnico do NáuticoGilmar Dal Pozzo, técnico do Náutico - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Quatro retornos e uma novidade no ataque devem marcar a escalação do Náutico para o jogo contra o Paysandu, domingo (1º), no Mangueirão, às 18h, pelo duelo de ida das quartas de final da Série C 2019. Poupados no Clássico das Emoções, diante do Santa Cruz, pela primeira fase do torneio, o zagueiro Camutanga, o lateral-esquerdo Willian Simões e os atacantes Matheus Carvalho e Thiago devem voltar ao time. Rafael Ribeiro, Erick Daltro, Jhonnatan e Álvaro, respectivamente, ficam no banco de reservas. No posto de centroavante, uma alteração por ordem clínica.

Fora dos treinamentos do Náutico na semana por conta de dores na panturrilha direita, Rafael Oliveira está vetado do jogo. Além dele, o meia-atacante Paulinho segue se recuperando de um problema muscular na coxa esquerda e também não viaja para o Pará. Na vaga de Rafael, o técnico Gilmar Dal Pozzo deve acionar Wallace Pernambucano.

“Durante essa semana, eu fiz algumas experiências porque é a oportunidade de testar alguns atletas e sistemas. Depois procurei ter uma definição sobre a formação e a escalação para repetir a postura e trabalhar em cima do adversário”, explicou o treinador.

Dal Pozzo também mostrou conhecimento sobre o adversário. “Assisti aos últimos seis jogos do Paysandu. Anderson (Borges, analista de desempenho) viajou para assistir ao clássico (contra o Remo) também. Conheço muito o trabalho do Hélio dos Anjos (treinador), que é parecido com o meu. Foi goleiro e procura organizar defensivamente a equipe. O que chama atenção é a força do grupo”, afirmou, para em seguida comentar sobre os principais atleta do Papão.

“Eles têm Tiago Luís, que não é titular, mas recentemente estava jogando Série A. É uma equipe que marca forte e toma poucos gols. Tem Tomaz como homem de referência, com bola parada e finalização de média e longa distância. Sobre Nicolas, eu o conheço há mais de 10 anos. Começou no São Luiz/RS, depois passou por Criciúma e outras equipes. Jogava mais pelo lado esquerdo e com o tempo foi ficando mais centralizado. Tem bom cabeceio e sabe jogar entre as linhas. É versátil e precisamos ter cuidado com ele”, argumentou.

Você pode assistir ao jogo entre Paysandu e Náutico, pela Série C 2019, no DAZN.

Leia também:
Confira o que mudou no time-base do Náutico de 2018 e 2019
Náutico e Paysandu preparam seus 'espiões' para jogo na Série C

Veja também

Em jogo movimentado, Afogados perde por 2x0 para o Campinense
Série D

Em jogo movimentado, Afogados perde por 2x0 para o Campinense

CBF se irrita com liminar e promete 'tentar tudo' para ter Palmeiras x Flamengo
Polêmica

CBF se irrita com liminar e promete 'tentar tudo' para ter Palmeiras x Flamengo