Sem Thiago, Goiano não define trio de ataque

Jogador foi convocado pela Seleção Brasileira sub-18 e desfalca o Timbu diante do Imperatriz, pela Série C

Técnico do Náutico, Márcio GoianoTécnico do Náutico, Márcio Goiano - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Com a convocação do atacante Thiago para a Seleção Brasileira sub-18, o técnico Márcio Goiano ganhou uma dor de cabeça para montar o ataque do Náutico para o jogo contra o Imperatriz/MA, sábado (4), nos Aflitos, pela segunda rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Sem revelar qual será o substituto, o treinador citou as opções para o setor, deixando em aberto ainda uma possível mudança no meio-campo.

“Temos as opções de Robinho, Rafael Assis, Matheus (Carvalho) e Cisneros. Farei um treinamento para definir”, afirmou Goiano. No jogo passado, contra o Campinense, pela pré-Copa do Nordeste, o Náutico formou o trio de ataque com Thiago, Wallace Pernambucano e Odilávio – os dois últimos atuaram pela primeira vez na equipe principal. A maior probabilidade é que a dupla citada continue e, no lugar do prata da casa, o treinador promova o retorno de outro jovem formado no clube, Robinho, alvo de sondagem da Chapecoense.

No meio-campo, Goiano ganhou a opção do meia Danilo Pires, que voltou aos treinamentos na última quinta (2), após se recuperar de dores na coxa direita. Mesmo assim, o treinador evitou cravar o retorno imediato do jogador ao time titular. “Ele teve uma lesão pós-final contra o Sport, mas voltou a treinar com a gente somente ontem. Precisamos avaliá-lo. Ele pode ficar no banco, mas vai depender muito da confiança do atleta. Eu quero ele esteja em campo, mas temos que saber se ele vai reagir bem”, apontou.

Josa, Jiménez e Wagninho formaram o meio-campo no jogo passado. A tendência é que o treinador repita o trio ou até mesmo mantenha os dois primeiros, promovendo a volta de Luiz Henrique no lugar do último. Danilo ficaria como opção para o decorrer da partida.

Jhonnatan

De volta ao Náutico após jogar no primeiro semestre pelo CSA, o volante Jhonnatan chegou com moral ao Timbu. Goiano não escondeu a satisfação em contar com o atleta que comandou durante a Série C do ano passado.

“Ele foi um dos jogadores que a diretoria tinha feito uma cláusula permitindo a saída dele se chegasse alguma proposta de Série A. Jhonnatan tem uma boa leitura de jogo e, quando a bola está em uma região com muitos atletas, ele consegue fazer com que ela chegue a outro setor. Quando eu estive aqui, ele nos ajudou bastante”, declarou.

Leia também:
Náutico acerta retorno de volante Jhonnatan
Danilo Pires treina e reforça Náutico contra Imperatriz

Veja também

Gols de Victor Rangel mantêm invencibilidade do Santa contra o Itabaiana
Santa Cruz

Gols de Victor Rangel mantêm invencibilidade do Santa contra o Itabaiana

Náutico renova com Hélio dos Anjos até final da Série B de 2021
Futebol

Náutico renova com Hélio dos Anjos até final da Série B de 2021