Sequência invicta anima tricolores e dá motivação extra

Após mau início de temporada, Santa Cruz está há cinco jogos sem perder, venceu três e empatou dois

Jogadores comemoram um dos gols contra o TrezeJogadores comemoram um dos gols contra o Treze - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

Após um início de temporada muito ruim, marcado por um incômodo jejum de seis partidas (quatro empates e duas derrotas) e uma eliminação precoce logo na primeira fase da Copa do Brasil diante do modesto Fluminense de Feira/BA, o Santa Cruz está em plena recuperação. A mudança na forma de jogar surtiu efeito e a equipe do técnico Júnior Rocha engatou uma sequência invicta de cinco partidas, com três vitórias e dois empates. De quebra, virou líder isolado do Grupo A da Copa do Nordeste.

Com o ambiente ainda mais leve no Arruda e uma confiança extra, o presidente Constantino Júnior atribui a reação do time ao esforço redobrado no dia a dia do trabalho. “Somos humildes para reconhecer nossas limitações. Você pode até começar mal, mas tem que terminar bem. Não podemos fugir dessa realidade. A luta aqui é grande e diária”, declarou. Apesar do momento positivo e da motivação, o mandatário manteve o velho discurso de humildade. Inclusive, sabe que é preciso frear a empolgação. “Temos que ter um controle emocional muito grande daqui pra frente. A pressão é enorme tanto da imprensa quanto da torcida”, emendou.

Para o treinador coral, seus comandados têm evoluído e estão com a cabeça tranquila devido aos resultados favoráveis. A entrega e o comprometimento dão um ânimo.

“Podemos crescer mais. Alguns erros fazem parte do processo da nossa reconstrução e vamos ajustar. O mais importante é saber que podemos trabalhar com humildade e melhorar mais”, disse.

O próximo passo é adaptar os recém-contratados - zagueiro Danny Morais, volante Leandro Salino e atacantes Fabinho Alves e Jonathan Bryan - ao modelo de jogo da Cobra Coral. “Vamos desenhando nosso jeito de atuar e os atletas estão conseguindo assimilar. Ainda tem os novos reforços, que precisam encaixar e entender nossa metodologia. Aos poucos, eles vão conhecendo a filosofia do trabalho”, ressaltou o comandante tricolor.

Veja também

Fluminense tem surto e nove jogadores testam positivo para Covid-19
Coronavírus

Fluminense tem surto e nove jogadores testam positivo para Covid-19

Novo Barcelona de Koeman estreia na Liga espanhola disposto a virar a página
Futebol

Novo Barcelona de Koeman estreia na Liga espanhola disposto a virar a página