Serena perde, e Gauff bate Osaka na Austrália

Coco, como é conhecida Gauff, de 15 anos, iguala sua melhor campanha em torneios do Grand Slam até agora

Cori Gauff, tenista de apenas 15 anosCori Gauff, tenista de apenas 15 anos - Foto: Ben STANSALL / AFP

Leia também

• Bill Murray apronta em Cannes

• 'Bacurau', um grito de resistência em Cannes

• Brasileiro Karim Ainouz ganha prêmio Um Certo Olhar, em Cannes

• Filme "Bacurau" ganha prêmio 'ex aequo' em Cannes

• Cinema brasileiro conquista vitórias inéditas em Cannes

Em uma sexta-feira (24) bastante movimentada na chave feminina do Australian Open, a americana Cori Gauff, 15, conseguiu o melhor resultado de sua curta carreira até agora ao derrotar a japonesa Naomi Osaka, 22, atual campeã do torneio, por 2 sets a 0 (6/3, 6/4) na terceira rodada.

Coco, como é conhecida a adolescente, iguala sua melhor campanha em torneios do Grand Slam até agora. No ano passado, ela também chegou às oitavas de final em Wimbledon, quando surgiu com grande destaque no circuito profissional mesmo tendo idade para atuar por mais três anos no juvenil.

No US Open de 2019, a americana perdeu justamente para Osaka na terceira rodada. Após aquele jogo, a japonesa, atualmente a número 4 do mundo, consolou Gauff, e as imagens do momento entre as duas ganharam o mundo.

Agora, a nova sensação do tênis mundial terá pela frente a compatriota Sofia Kenin ou a chinesa Shuai Zhang, em jogo marcado para domingo (26).

Leia também:
Irritado, Kyrgios imita Nadal e causa risos na Austrália


Pouco antes da queda de Osaka, também haviam sido derrubadas a americana Serena Williams, nona colocada do ranking mundial e que buscava seu 24º título de Grand Slam, e a dinamarquesa Caroline Wozniacki.

Serena, 38, foi superada pela chinesa Qiang Wang, 28 e atualmente a 29ª colocada do ranking, por 2 sets a 1 (6/4, 6/7 e 7/5). No US Open do ano passado, em que foi finalista, a americana superou a adversária por 6/1 e 6/0 nas quartas de final.

Já Wozniacki, ex-número 1 do mundo e hoje a 36ª do ranking, se aposentou aos 29 anos após a derrota para a tunisiana Ons Jabeur, 25 e 78ª colocada. Ela já havia anunciado no ano passado que seu último torneio oficial seria o Australian Open, justamente o único da série de Grand Slam vencido por ela, em 2018.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'