Serena Williams quer se aproximar de recorde no Aberto da Austrália

Tenista quer bater marca da mítica Margaret Court, australiana que venceu 24 Grand Slams

Deputado federal João Campos (PSB) Deputado federal João Campos (PSB)  - Foto: Luis Macedo - Câmara dos Deputado

Apesar dos 35 anos, Serena Williams pretende vencer o 23° título de Grand Slam e se aproximar da mítica Margaret Court, no Aberto da Austrália, que começa na segunda-feira.

Em 2016, a americana igualou o recorde da alemã Steffi Graf, que venceu 22 Grand Slams desde 1968, quando o esporte se profissionalizou. Já a australiana Court venceu 24 vezes os maiores torneios do circuito, mas a contagem inclui campeonatos de 1959 a 1975. Se bater esse recorde, Serena vai se tornar a maior tenista da história.

Com o passar dos anos, a tarefa fica mais complicada. Para alcançar os 22 títulos a americana precisou de 4 tentativas. Para alcançar o 23° título, a tenista já vai para a segunda tentativa, no Aberto da Austrália. No US Open passado, Serena perdeu nas semifinais para a tcheca Karolina Pliskova.

Em 2016, a atual número 2 do mundo foi campeã em Wimbledon e chegou a duas finais importantes, em Roland Garros e no Aberto da Austrália. A tenista antecipou o fim da temporada para recuperar-se e por isso não participou de mais torneios.

INÍCIO DE TEMPORADA DIFÍCIL

Depois de quatro meses sem jogar, a americana voltou às quadras em Auckland em janeiro e venceu apenas uma partida, antes de ser eliminada pela compatriota Madison Brenngle.

Em Melbourne, onde Serena venceu seis vezes, a americana terá que superar a atual líder do ranking, a alemã Angelique Kerber. Em 2016, as duas se encontraram na final e Kerber venceu o confronto.

A alemã venceu o US Open e chegou a final de Wimbledon, mas em 2017 ainda não encontrou seu melhor jogo: a top 1 venceu apenas uma de três partidas.

Outras candidatas ao título do primeiro Grand Slam são a espanhola Garbiñe Muguruza(campeã de Roland Garros e número 7 do mundo), a polaca Agnieszka Radwanska(3) e a romena Simona Halep(4). Quem pode surpreender é a eslovaca Dominika Cibulkova, que venceu o último Master de 2016 de maneira inesperada.

Veja também

Alexandre Gallo será o novo técnico do Santa Cruz
Santa Cruz

Alexandre Gallo será o novo técnico do Santa Cruz

Após eliminação, Roberto de Jesus afirma que optou por 'time mais avançado' e explica alterações
Santa Cruz

Após eliminação, Roberto de Jesus afirma que optou por 'time mais avançado' e explica alterações