Serginho anuncia aposentadoria do vôlei aos 44 anos e diz que 'tudo valeu a pena'

Ele confirmou a decisão em entrevista para a TV Globo, que será exibida no domingo (17) no Esporte Espetacular

Serginho do vôlei Serginho do vôlei  - Foto: Divulgação CBV

O bicampeão olímpico Serginho anunciou sua aposentadoria do vôlei, aos 44 anos. Ele confirmou a decisão em entrevista para a TV Globo, que será exibida no domingo (17) no Esporte Espetacular.

"Hoje poder parar, para mim é a melhor coisa do mundo. Poder encerrar a carreira e dizer que tudo valeu a pena. Cada manchete, cada peixinho, cada viagem, cada título ganho, cada título perdido. Meu choro hoje é de felicidade. As pessoas que quiserem lembrar de mim, joguem voleibol. Só isso", disse Serginho.

Leia também:
Vôlei e basquete brasileiros vivem angústia com futuro
Mundial de vôlei de praia de Roma é adiado de 2021 para 2022
Drussyla, da seleção de vôlei, está com a Covid-19

Serginho nasceu no Paraná, mas ganhou fama ao sair de Pirituba, na periferia de São Paulo, e foi um dos pupilos de Bernardinho, com uma carreira de mais de duas décadas na seleção brasileira. Ele e o técnico se aposentaram da equipe nacional após a conquista da Olimpíada do Rio, em 2016.

Além do ouro no Rio, Serginho foi campeão olímpico em Atenas, em 2004, e medalhista de prata em Pequim-2008 e Londres-2012. Ele também conquistou dois Mundiais, duas Copas do Mundo e sete Ligas Mundiais. Serginho vinha atuando pelo Vôlei Ribeirão, e fez o jogo derradeiro em 7 de março, na rodada antes de Superliga ser paralisada por conta da pandemia do coronavírus. Seu time venceu fora de casa o Minas, por 3 a 2, de virada.

Veja também

Altobeli Silva fica fora da final dos 3.000 m com obstáculos em Tóquio
Jogos Olímpicos

Altobeli Silva fica fora da final dos 3.000 m com obstáculos

'Eu venci a bateria', diz Medina, que rebate provocação de Igarashi
Jogos Olímpicos

'Eu venci a bateria', diz Medina, que rebate provocação de Igarashi