Silvana e Tati Weston-Webb farão semi brasileira em Bells

A cearense e a gaúcha naturalizada havaiana estão entre os destaques da segunda parada do tour feminino da Liga Mundial de Surfe (WSL). Silvana foi campeã desta etapa em 2009

Tatiana Weston-Webb, em Bells BeachTatiana Weston-Webb, em Bells Beach - Foto: Kelly Cestari/WSL

O Brasil já tem ao menos uma representante na final do Rip Curl Women's Pro Bells Beach, segunda etapa do tour feminino da Liga Mundial de Surfe (WSL) 2018, que está sendo realizada na Austrália. Isso porque a cearense Silvana Lima e a gaúcha naturalizada havaiana Tatiana Weston-Webb farão uma das semifinais do evento, que tem janela de competição até o dia 8. Para chegar até a semi, Silvana desbancou a havaiana tricampeã mundial Carissa Moore em uma bateria que testou o coração da torcida brasileira.

Uma das atletas mais sólidas desta etapa, Silvana, que já foi eliminada por Carissa em Bells em outras duas oportunidades, deixou aflorar tamanha ansiedade que não conseguiu conectar bem as manobras das primeiras ondas. Enquanto isso, a adversária optara pela estratégia de esperar a onda perfeita, tirando um 7 logo em sua primeira descida. Pressionada, Silvana conseguiu responder à altura e, com os mesmos 7 pontos, reassumiu a liderança.

Carissa ainda remou em outras duas ondas sem muito potencial até conseguir um 5.53, nota que só não foi maior porque ela caiu no momento da finalização. Ainda assim, deixou a cearense em situação difícil a poucos minutos do encerramento. Faltando 12 segundos para soar o término da bateria, Silvana dropou a onda mais importante dela na competição até agora. Sem poder errar, foi cirúrgica, arrancando um 7.27 que garantiu a classificação para enfrentar Tatiana. Silvava tenta repetir o feito de 2009, quando foi campeã em Bells Beach.

Leia também:
Silvana Lima dá volta por cima com título em Trestles
Julian Wilson vence primeira etapa do Mundial de Surfe
Mundial 2018 faz convite ao futuro do surfe

Mais firme, a gaúcha naturalizada havaiana fez uma disputa mais tranquila contra a australiana Nikki Van Dijk, abrindo a contagem com um 6.50 e, pouco depois, cravando uma excelente nota 8 que deixou a adversária sob pressão. Van Dijk, com dificuldades na escolha e no aproveitamento das ondas, teve como maior nota um 6.33 que não foi suficiente para ameaçar a classificação de Tatiana.

A outra semifinal do evento será entre a australiana seis vezes campeã mundial Stephanie Gilmore e a sensação do CT 2018, a norte-americana Caroline Marks, de apenas 16 anos. A próxima chamada de avaliação das condições do mar será às 6h30 desta quarta-feira (4) na Austrália - 18h desta terça (3) no Brasil.

Veja também

Salgueiro e Afogados se enfrentam neste domingo
Futebol

Salgueiro e Afogados se enfrentam neste domingo

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C
Futebol

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C