Simona Halep é campeã de Roland Garros

Número um do mundo por 31 semanas, Halep tirou dos ombros a pressão de nunca ter triunfado nos maiores torneios do tênis

Simona Halep é a cabeça-de-chave número 1Simona Halep é a cabeça-de-chave número 1 - Foto: PETER PARKS / AFP

Após três derrotas em finais de Grand Slam, a romena Simona Halep, 26, enfim saiu de uma decisão com o troféu. Neste sábado (9), ela venceu a americana Sloane Stephens por 2 sets a 1 (3/6, 6/4 e 6/1 ) e tornou-se campeã de Roland Garros. Número um do mundo por 31 semanas (desde outubro de 2017, com quatro semanas de intervalo em que perdeu a posição para Caroline Wozniacki), Halep tirou dos ombros a pressão de nunca ter triunfado nos maiores torneios do tênis.

"Ano passado foi difícil falar, porque eu perdi a partida. Este ano é emocionante falar, porque eu sou a vencedora. Eu queria que esse troféu fosse aqui na França", afirmou. Ela havia sido vice-campeã de Roland Garros em 2014 (derrota para Maria Sharapova) e no ano passado (diante de Jelena Ostapenko). Neste ano, perdeu a decisão do Aberto da Austrália para Wozniacki. Em todas as ocasiões, a final foi disputada em três sets, o que também ocorreu neste sábado, mas com um desfecho diferente.

Leia também:
Halep vence Muguruza e está na final em Roland Garros
Letã Jelena Ostapenko surpreende Simona Halep e conquista Roland Garros

Na primeira parcial, jogada em alto nível, Stephens não se intimidou com o favoritismo da romena. Muito firme na defesa, a americana anulava os ataques da adversária e contra-atacava com precisão. No início do segundo set, Halep foi quebrada logo no início, e o título parecia perto da americana, atual campeã do Aberto dos EUA. A romena reagiu, as duas alternaram bons e maus momentos, até que Halep conseguisse prevalecer.

No terceiro set, a romena se impôs e não deu chances para Stephens. Parecia a versão dominadora que a americana apresentou no início do confronto, mas sem encontrar muita resistência da rival, que se abateu. Halep, cada vez mais firme, não deixou a chance escapar desta vez. Após Wozniacki conquistar seu primeiro troféu de Slam na Austrália, novamente uma das melhores tenistas da atualidade livra-se do incômodo de não triunfar nos maiores torneios.

Aos 26 anos e com muito tempo de carreira pela frente, Halep tem tudo para emendar outros grandes títulos. Seu jogo consistente costuma levá-la longe nos torneios. Agora, com a cabeça mais leve, os voos devem ser ainda mais altos.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'