RECADO

"Só cobro que eles não se omitam", disse Daniel Paulista

Treinador leonino passa confiança para que atletas arrisquem durante as partidas

Ministro Fernando Filho (PSB), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Paulo Câmara (PSB), e o prefeito Miguel Coelho (PSB)Ministro Fernando Filho (PSB), Rodrigo Maia (DEM-RJ), Paulo Câmara (PSB), e o prefeito Miguel Coelho (PSB) - Foto: Divulgação

Com apenas dez dias de comando no Sport, o treinador Daniel Paulista não teve tempo suficiente ainda de implantar a sua metodologia de futebol ao elenco. Com um modo de pensar semelhante ao de Eduardo Baptista, ex-treinador leonino, o atual comandante vai apostando mais num trabalho psicológico por enquanto. “Temos pouco tempo e por isso tento mais é dar confiança aos jogadores. Cobro que eles tentem sempre, arrisquem e nunca se omitam. O erro faz parte, mas é preciso tentar”, explicou Daniel.

Na sua primeira chance como treinador, o ex-auxiliar também falou como foram os seus primeiros dias como nome efetivado no cargo. “É tudo um pouco novo para mim. Os dois primeiros dias foram mais diferentes, mas depois tudo vai se encaixando e já estou me habituando”, comentou o treinador, anunciado na quinta-feira da semana passada (13), após Oswaldo de Oliveira aceitar uma proposta do Corinthians.

Sobre encarar o líder Palmeiras, Daniel Paulista preferiu não olhar para estatísticas e focou apenas em fazer um bom jogo. “Não ligo muito para coisas do passado. Meu foco é no trabalho que fizemos nesta semana e por isso estou tão animado para fazer um bom jogo em São Paulo”, finalizou.

Veja também

Bélgica, Alemanha e Holanda querem sediar Mundial Feminino de 2027
Copa do Mundo

Bélgica, Alemanha e Holanda querem sediar Mundial Feminino de 2027

Sport: quatro derrotas seguidas repetem números de 2018
Futebol

Sport: quatro derrotas seguidas repetem números de 2018