A-A+

Sombra do coronavírus preocupa entidades esportivas

Eurocopa, Olimpíada Paralimpíada e outros eventos de 2020 estão ameaçados de adiamento por conta da epidemia

Eurocopa de 2020 será disputada em todo continente europeuEurocopa de 2020 será disputada em todo continente europeu - Foto: Justin Tallis / AFP

COI, Uefa, ministérios dos Esportes: desafiados pela epidemia do novo coronavírus, as autoridades do esporte questionam a manutenção das competições e as medidas de precaução a aplicar, mas não tomam decisões de maneira apressada.

As entidades esportivas não podem evitar o tema: tanto a Uefa, que reuniu seu comitê executivo na segunda-feira (2) e organizou seu congresso em Amsterdã, na Holanda, quanto o Comitê Olímpico Internacional (COI), cuja comissão executiva se reúne terça (3) e quarta (4) em Lausane, colocaram o assunto em suas agendas.

Oficialmente, o otimismo reina no que diz respeito a manter os principais eventos esportivos do ano. O COI se prepara para uns "bem-sucedidos" Jogos Olímpicos de Tóquio, enquanto a Uefa garantiu à AFP que "não é preciso modificar nada no calendário previsto" para a Eurocopa.

A competição europeia, porém, está agendada para começar em 12 de junho na Itália, o país do Velho Continente mais afetado pelo vírus, com mais de 2.500 casos positivos e 52 mortes, segundo o último balanço.

"A Uefa está em contato com as autoridades internacionais e locais competentes em relação ao coronavírus e seu desenvolvimento", afirmou a entidade europeia. Autoridades que já tomaram decisões significativas: na Itália, cinco partidas da Serie A que seriam disputadas no último fim de semana foram adiadas.

"Não sabemos o número de problemas que podemos ter ao organizar uma competição. Há questões de segurança e política. O vírus é outra preocupação. Estamos lidando com isso e estamos confiantes, acreditamos que podemos combater este problema. Tentamos não cair no pior cenário possível", explicou o presidente da Uefa, o esloveno Aleksander Ceferin.

Em Lausane, o COI também fala do tema, mas não tomará qualquer decisão por enquanto. O canadense Dick Pound, respeitado membro do COI, afirmou que a entidade não irá cogitar adiar ou cancelar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos até que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomende algo neste sentido.

E o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, adotou um tom tranquilizador: "o COI está totalmente decidido a realizar Jogos de Tóquio bem-sucedidos a partir de 24 de julho" e até 9 de agosto.

Embora nenhuma decisão tenha sido tomada sobre os eventos esportivos previstos para os próximos meses, incluindo os torneios classificatórios para os Jogos, os que já começaram vêm sofrendo com mudanças.

O Torneio das Seis Nações de rugby, por exemplo, viu o duelo Irlanda x Itália ser adiado, enquanto as outras partidas foram mantidas "por enquanto", afirmou na segunda-feira à AFP um porta-voz do comitê organizador da competição.

Campeonato suíço
Alguns países, como a França, adotaram medidas para evitar a propagação do vírus. A ministra francesa dos Esportes, Roxana Maracineanu, deu uma coletiva de imprensa nesta terça-feira (3). Neste momento, não há nada a declarar: as decisões devem ser tomadas "caso a caso", com a decisão final sendo responsabilidade dos prefeitos das regiões do país.

Nada parecido com a decisão tomada pela Suíça, que suspendeu o campeonato de futebol até 23 de março, algo inédito na Europa desde o início da epidemia do Covid-19.

O vírus, que surgiu na China, já chegou a mais de 70 países e territórios e vem se desenvolvendo rapidamente. O número de casos no mundo passou de 92 mil, com 3.156 mortes, segundo o balanço estabelecido pela AFP a partir de fontes oficiais.

As autoridades se mantêm majoritariamente na expectativa, mas a Covid-19, cuja propagação se acelera dia após dia fora da China, certamente ainda não acabou de perturbar a agenda esportiva mundial.

Veja também

Após empate, Hélio reforça que ainda acredita em acesso
Futebol

Após empate, Hélio reforça que ainda acredita em acesso

Após início com falhas, Náutico reage, mas fica no empate diante do Vasco
Futebol

Após início com falhas, Náutico reage, mas fica no empate diante do Vasco