“Somos melhores do que eles”, diz CR7 sobre a Juve

Com a palavra, o atacante que assumiu o favoritismo merengue à conquista da Champions, sábado, contra a equipe italiana

Português pede Real com humildade, “mas não muita”Português pede Real com humildade, “mas não muita” - Foto: Pierre-philippe marcou/afp

Além dos gols, dribles e títulos que conquistou na carreira, Cristiano Ronaldo se notabilizou por opiniões fortes e frases polêmicas, sobretudo quando envolve a sua vida fora das quatro linhas. Ele também costuma não se esquivar de perguntas relacionadas aos adversários às vésperas de grandes partidas, a fim de seguir a tradicional linha do politicamente correto. Ontem, em entrevista à TV do Real Madrid, o atacante foi incisivo ao falar sobre favoritismo na final da Liga dos Campeões. “Na minha opi­nião, somos melhores do que eles”, afirmou, pedindo aos companheiros de Real Madrid para que mostrem à Juventus, “quem é o melhor”.

“É preciso entrar no jogo com humildade, mas não muita, porque temos que mostrar nossa boa atitude e nosso caráter”, declarou o português. “Temos que mostrar quem é melhor. E, na minha opinião, nós somos melhores. Mas precisamos mostrar isso, porque sabemos que a Juve é uma excelente equipe”, continuou CR7 durante coletiva de imprensa.

Cristiano Ronaldo lembrou que o Real chega à final em plena forma, após a conquista do Campeonato Espanhol, e pode se tornar a primeira equipe a revalidar o título europeu na era moderna da Liga dos Campeões (desde 1992).

“A equipe atravessa bom período e é preciso aproveitar isso. Queríamos ganhar a Liga e isso nos tranquilizou muito. Agora, sabemos que temos uma oportunidade única para quebrar um recorde. Queremos ser a primeira equipe a vencer em dois anos consecutivos. Vivemos um momento extraordinário e sábado será uma bela noite”, explicou o jogador. “Tenho a sensação de que vamos fazer uma boa partida e que vamos ganhar”, completou o quatro vezes vencedor da Bola de Ouro.

A nível pessoa, Cristiano Ronaldo afirmou chegar ao fim da temporada em melhores condições físicas, graças à política de rodízio de seu técnico, o francês Zinedine Zidane. “Talvez seja o momento em que me sinto melhor fisicamente. Nas últimas temporadas, eu cheguei ao fim um pouco cansado, porque jogava mais. Desta vez foi um pouco diferente graças a essa política. Foi uma gestão inteligente de Zizou”, concluiu.

Sérgio Ramos

O zagueiro Sergio Ramos confessou, ontem, que espera não dar muito trabalho para o goleiro costarriquenho Keylor Navas, no sábado, na final da Liga dos Campeões contra a Juventus. “Vai ser complicado... Mas é uma garantia ter um grande goleiro como Navas, sobretudo no bom momento que ele atravessa agora”, falou o capitão do Real Madrid durante dia aberto para a imprensa.

Keylor também se manifestou e garantiu que os merengues estão concentrados em vencer a taça. “O mais importante é ganhar o título. Depois virão outras coisas e estamos mentalizando e nos esforçando para conquistar essa Champions”, falou o arqueiro. “Nenhuma final é fácil. Todas foram difíceis até agora e temos um grande rival que precisamos respeitar”, acrescentou Navas para a televisão do clube.

O capitão levantou a moral do goleiro, muito criticado durante a temporada. “Depois de uma temporada difícil para ele, Keylor alcançou seu melhor nível e está sendo decisivo, especialmente nesses últimos jogos da Liga. Tomara que a gente não precise dar muito trabalho pra ele, mas se for preciso ele vai seguir rendendo nesse nível porque é um goleiro extraordinário. Para mim, um dos melhores do mundo”, elogiou Ramos.

O zagueiro avaliou o favoritismo como uma etiqueta imposta pelo público, mas lembrou que “estatísticas não vencem jogos e não vamos sair com o peito inflado por sermos os últimos campeões da Champions”. “Partimos do zero e sabemos que vai ser um jogo muito difícil, contra um rival enorme. Mais do que respeito, precisamos deixar a alma para tentar vencer”, falou o artilheiro dos minutos finais.

“Nas últimas finais, eu tive a sorte de marcar gols decisivos. Se acontecer de novo no sábado, vai ser um prazer viver essa sensação única. Mas o importante é ser campeão outra vez”, comentou Ramos.

Veja também

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana
Futebol

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8
Basquete

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8