Sport

Sport diz que vai ressarcir torcedores que não conseguiram entrar na Ilha diante do Ceará

Clube lamentou o ocorrido durante a final do Nordestão

Torcida do Sport durante a final da Copa do NordesteTorcida do Sport durante a final da Copa do Nordeste - Foto: Alexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

Após vários torcedores reclamarem que, com ingresso na mão, foram barrados na Ilha do Retiro, na final da Copa do Nordeste, o Sport se pronunciou sobre a situação na noite desta quinta-feira (4). Além de lamentar o ocorrido, o clube da Praça da Bandeira salientou que irá ressarcir aqueles que foram prejudicados antes da bola rolar para a decisão contra o Ceará.

Segundo o Sport, para serem ressarcidos, os torcedores precisam se dirigir à secretaria social, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Aqueles que haviam feito a aquisição de ingresso online terão a situação verificada no sistema, enquanto os que adquiriram tíquete físico necessitam apresentar o canhoto e documento oficial com foto.

À Folha de Pernambuco, o vice-jurídico do clube, Rodrigo Guedes, confirmou que o Sport está seguro sobre a quantidade de ingressos vendidos para a final da competição regional. Na última quarta-feira (3), o Rubro-negro foi notificado pelo Procon (órgão de Proteção e Defesa do Consumidor), que determinou que o clube prestasse esclarecimentos sobre os bilhetes comercializados para a decisão da Copa do Nordeste, diante do Ceará.

Em nota divulgada, o Procon pedia para que o Sport comprovasse a capacidade da Ilha do Retiro, além da quantidade de ingressos vendidos e confeccionados para o jogo realizado na última quarta-feira (3). À disposição para contribuir com os órgãos competentes, o Leão informou que os dados referentes às bilheterias foram publicados no site da CBF, via borderô da partida.

Segundo o advogado do clube, o fato de alguns torcedores com ingresso não terem conseguido entrar no estádio, se deu a uma ação da polícia. "Temos tudo e vamos comprovar o que foi feito. Tinha muita gente do lado de fora que não tinha ingresso e tentou entrar de qualquer maneira. Ciente disso, a polícia pediu para fechar algumas entradas, no intuito de evitar invasões. Quem tinha ingresso e chegou depois, pode ter tido esse problema, infelizmente", explicou.

O Procon resolveu notificar o Sport, após um áudio do presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, circular nas redes sociais. O mandatário afirmava que 40 mil ingressos tinham sido vendidos para a decisão do Nordestão. A capacidade atual da Ilha, no entanto, é pouco superior a 26 mil, e o clube deixou claro que respeitaria o limite de pessoas.

Veja também

United se vinga, quebra invencibilidade do City e conquista a Copa da Inglaterra
Futebol Internacional

United se vinga, quebra invencibilidade do City e conquista a Copa da Inglaterra

Leclerc é pole do GP de Mônaco de Fórmula 1 e interrompe sequência de Verstappen
Fórmula 1

Leclerc é pole do GP de Mônaco de Fórmula 1 e interrompe sequência de Verstappen

Newsletter