Série A

Sport é derrotado pelo São Paulo e vê permanência ainda mais distante

Erros individuais dão o tom da partida do Sport, que pode ter rebaixamento decretado na próxima rodada

Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Leia também

• Em treino aberto, torcedores motivam o Sport na reta final da Série A

• Sport vestirá camisa com mensagem antirracista no duelo contra São Paulo

• O Sport nunca ganhou do São Paulo no Morumbi. E aí, dá para apostar no Leão?!

• Sport visita o São Paulo em duelo crucial na luta contra a queda

A missão da permanência vai ficando cada vez mais difícil para o Sport. O Leão foi derrotado pelo São Paulo por 2 a 0, em partida disputada na noite deste sábado (27), no estádio do Morumbi. Os gols foram marcados por Jonathan Calleri e Gabriel Sara. Com a derrota, o Leão estaciona nos 33 pontos, na 19ª posição, sete a menos que o Bahia, primeiro clube fora da zona de rebaixamento (16º). Com três rodadas restantes e nove pontos a disputar, em caso de nova derrota, o Sport pode ser rebaixado já na próxima rodada. 

Na primeira etapa, apesar da pressão inicial da equipe da casa, apoiada pelos 30 mil torcedores no Morumbi, a primeira chance clara de gol foi do Sport, com Mikael. Aos 17, após passe de Everton Felipe, o camisa 99 bateu de pé esquerdo, mas contou com desvio e a bola rumou para escanteio. Na sequência, o cruzamento veio caprichado para Mikael, que testou firme, mas foi barrado por Tiago Volpi, que fez grande defesa para evitar o que seria o gol rubro-negro. 

A primeira etapa poderia ter sido de vantagem sossegada para o São Paulo se não fosse por Maílson. O goleiro rubro-negro aprontou das suas e fez duas grandes defesas. A primeira foi aos 25, em cabeçada de Rigoni e a segunda aos 44, após cobrança de falta de Reinaldo, que foi desviada por Gabriel Sara. 

No restante dos primeiros 45 minutos, pouco foi criado pelo São Paulo, que errava na construção das jogadas e acabava deixando espaços para o Sport no contra-ataque. Por sua vez, o Leão encaixava a marcação e saía com a bola trabalhada ao recuperar a posse, mas esbarrando em erros individuais para criar chances. 

Assim como na primeira etapa, o Leão que começou assustando. Já no primeiro minuto, Mikael recebeu em profundidade e arriscou um chute forte e alto com o pé direito, obrigando Tiago Volpi a espalmar para escanteio. 

O balde de água fria na torcida rubro-negra veio aos 6 minutos, quando Calleri abriu o placar para o Tricolor, desviando falta cobrada por Benítez. O meia levantou a bola na pequena área e o centroavante argentino apenas escorou para dentro do gol. 

A performance rubro-negra na primeira etapa havia dado esperanças por um resultado positivo para o Leão, mas os simples ajustes do Tricolor na marcação e na criação foram suficientes para sufocar o Sport, que pouco conseguia fazer na parte ofensiva. 

Logo aos 9 minutos, o técnico Gustavo Florentín decidiu colocar a equipe um pouco mais à frente, sacando o meia Hernanes, que fez uma partida muito pouco criativa, para colocar Paulinho Moccelin, buscando dar velocidade ao ataque. 

No entanto, as medidas não surtiram efeito. Moccelin pouco esteve com a bola, e quando esteve, desperdiçou a posse com tomadas de decisão erradas. A criação passava para os pés de Gustavo e Everton Felipe, que buscavam tornar os movimentos ofensivos mais agudos, mas esbarravam em uma marcação pesada da equipe tricolor e no pouco apoio dos laterais Ewerthon e, principalmente, Sander. 

Com isso, o São Paulo foi ganhando ainda mais campo e tranquilidade para poder fazer o seu jogo, sem afobação. 

Aos 23, Maílson precisou fazer mais uma intervenção, espalmando cabeçada de Gabriel Sara, que completava cruzamento de Benítez. 

Ainda buscando alguma possibilidade de chegar ao gol de empate, Gustavo Florentín optou por colocar Luciano Juba na vaga de Gustavo, que fez partida abaixo do esperado. 

Aos 35, o São Paulo chegou ao segundo gol com Gabriel Sara, que finalizou após cruzamento rasteiro de Marquinhos. 

Com o resultado nas mãos, o Tricolor apenas deixou o tempo passar, enquanto o Sport tentava encontrar algo para fazer com a posse de bola. 

Ficha técnica

São Paulo 2

Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda, Miranda, Reinaldo; Rodrigo Nestor, Gabriel Sara, Igor Gomes, Vitor Bueno (Benítez); Rigoni, Calleri (Marquinhos). Técnico: Rogério Ceni

Sport 0

Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino, Sander; Marcão, Zé Welison, Hernanes (Paulinho Moccelin); Everton Felipe, Gustavo (Luciano Juba), Mikael. Técnico: Gustavo Florentín.

Estádio: Morumbi (São Paulo/SP)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO), Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
VAR: Emerson de Almeida Ferriera (MG)
Gols: Calleri (6'/2T), Gabriel Sara (35'/2T)
Cartão amarelo: Gustavo (SPT)
Público: 35.600

Como assinar DAZN

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante da basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.

Veja também

Nome do Robinho sai no BID, mas Timbu segue sem quarteto regularizadoFutebol

Nome do Robinho sai no BID, mas Timbu segue sem quarteto regularizado

Parado na Lei Seca, Adriano Imperador se recusa a fazer teste do bafômetroRio de Janeiro

Parado na Lei Seca, Adriano Imperador se recusa a fazer teste do bafômetro