Sport pode ser quarto lugar 72 anos depois no Pernambucano

No longínquo e conturbado Campeonato Estadual de 1946, o Leão obteve uma campanha de três vitórias, um empate e quatro derrotas e ficou atrás de Santa Cruz, Náutico e América, terminando e a disputa em quarto lugar. Insatisfeito com a arbitragem, clube pe

Nelsinho Baptista, técnico do SportNelsinho Baptista, técnico do Sport - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Não é apenas o fato de estar fora da decisão do Campeonato Pernambucano que vem deixando os rubro-negros desconfiados e desapontados. Nesta segunda-feira (02), o Sport entra em campo diante do Salgueiro, na Ilha do Retiro, para a disputa do terceiro lugar do Estadual. E caso seja derrotado, o Leão terminará em quarto lugar e repetira um feito negativo 72 anos depois. A última vez que terminou o certame na quarta colocação foi em 1946, quando o Santa Cruz bateu o Náutico na decisão e o América terminou em terceiro lugar.

Leia também
Sport encara Salgueiro pelo terceiro lugar do Estadual 
'Amistoso de luxo' na preparação do Sport para o Brasileiro
Sport intensifica reformulação do elenco para a Série A

Na campanha, o Leão iniciou bem, batendo o Great Western por 4x1, na Ilha do Retiro. No segundo jogo, empatou em 3x3 com o América, nos Aflitos. No terceiro jogo, derrota por 3x1 para o Náutico. Encerrando o Primeiro Turno, vitória por 1x0 contra o Santa Cruz. No Segundo Turno, a situação desandou. Derrotas nos três primeiros jogos para América (4x2), Náutico (1x0) e Santa Cruz (2x1). O único triunfo aconteceu contra o Great Western. Nova goleada, desta vez por 6x1. No Terceiro e último turno, o Leão se recusou a jogar por insatisfação com a arbitragem da competição e pediu para deixar a competição, encerrando a disputa com apenas três vitórias, um empate e quatro derrota, em quarto lugar.

Curiosamente, o Campeonato Pernambucano de 1946 coleciona peculiaridades. Primeiramente, a competição teria seis participantes, mas o Flamengo decidiu cair fora de última hora. Entre vários W.O por conta de desavenças entre os times, geralmente envolvendo a arbitragem, a situação mais pitoresca aconteceu justamente na grande final. Após o empate em 0x0 entre Náutico e Santa Cruz, no primeiro jogo da final, o Timbu se recusou a jogar o segundo e decisivo confronto por não concordar com a indicação do árbitro Leon Markman.

Sem ceder às pressões dos alvirrubros para uma mudança, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) considerou W.O e oficializou a Cobra Coral como campeã estadual daquele ano de maneira inusitada.

Veja também

Zagueiro do Sport, Victor Gabriel é convocado para a seleção sub-17
Futebol

Zagueiro do Sport, Victor Gabriel é convocado para a seleção sub-17

Prestes a completar 80 anos, Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos
Futebol

Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos