Sport recebe o Bahia em clássico nordestino na Série A

Sport e Bahia entram em campo às 19h deste domingo (6), na Ilha do Retiro, pela quarta rodada do BRasileirão

Cláudio Winck deve ganhar nova chance como titular, diante do Vasco.Cláudio Winck deve ganhar nova chance como titular, diante do Vasco. - Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Adversários diretos, colados na tábua de classificação, e maiores rivais regionais, apontados por muitos como as duas maiores torcidas do Nordeste. Quer mais tempero do que isso para um duelo entre Sport e Bahia. Neste domingo (6), as duas equipes se enfrentam na Ilha do Retiro, às 19h, em jogo pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro 2018.

Ocupando a 14ª colocação, com quatro pontos conquistados, o Leão vai em busca da sua segunda vitória seguida na competição, a sua primeira em casa. Após estrear sendo atropelada pelo América/MG, a equipe empatou em 1x1, atuando na Ilha, e venceu o Paraná, no último domingo. Já o Tricolor de Aço está apenas um posto à frente na tábua de classificação. Com os mesmos quatro pontos que os rubro-negros, os baianos levam a melhor no quesito saldo de gols, com essa disputa jogando ainda mais tempero nessa mistura.

Leia também:
Com ausências, Sport mantém três volantes diante do Bahia

No Brasileirão passado, o Sport venceu o Bahia nas duas ocasiões em que se enfrentaram. Na Arena Fonte Nova, vitória por 3x1 dos leoninos. Na Ilha do Retiro, em jogo fundamental para a permanência do Leão na elite nacional, 1x0, com gol marcado pelo meia Marquinhos, que já deixou a Praça da Bandeira. Entre chegadas e partidas, as duas equipes mudaram um pouco de lá para cá, mas a rivalidade permanece em alta.

Contratado para substituir Nelsinho Baptista, o treinador Claudinei Oliveira sabe da importância desse jogo e destaca a sua primeira semana de trabalho completa com o elenco rubro-negro. "É um clássico que envolve muita coisa, mas nosso foco é a vitória. Tivemos uma semana muito proveitosa e os jogadores estão cada mais entendendo o modo que achamos correto para trabalhar. Claro que ainda é pouco tempo, mas estamos trabalhando forte", comentou Claudinei.

Para o duelo diante dos baianos, o comandante leonino deverá fazer apenas duas alterações em relação ao time que venceu o Paraná, na última rodada. O lateral-direito Raul Prata, com uma conjuntivite, e o meia Andrigo, com dores na coxa direita, não participaram e nenhuma treinamento nesta semana e possuem poucas chances de ficar à disposição para encarar o Bahia.

Na vaga de Prata, Claudinei escolheu Cláudio Winck, até porque a outra opção na posição, que é Felipe Rodrigues, está com suspeita de caxumba e vem treinando em separado. Já no meio de campo a opção deverá ser por Gabriel, que retorna após ser vetado pelo Departamento Médico no último jogo. Com as ausências, Claudinei Oliveira decidiu manter o esquema três volantes, utilizado em dois dos três jogos neste Brasileiro, contra o América/MG e o Paraná.

Bahia
Após garantir classificação para as semifinais da Copa do Nordeste, na última quinta-feira, eliminando o Botafogo/PB, o elenco do Bahia se reapresentou na sexta-feira com a grande novidade sendo o treinador Guto Ferreira. Ausente nos últimos dias por conta do falecimento da sua mãe, o treinador foi bastante aplaudido pelos presentes na atividade. Como utilizou um time misto diante dos paraibanos, o comandante tricolor não tem nenhuma ausência para o duelo contra o Sport.

Veja também

Bryan valoriza trabalho da preparação física no Náutico
Futebol

Bryan valoriza trabalho da preparação física no Náutico

Pelé sobre Neymar: 'Sempre fico feliz quando vejo ele jogar bola'
FUTEBOL

Pelé sobre Neymar: 'Sempre fico feliz quando vejo ele jogar bola'