Sport sem medo do recesso da Copa América

Na volta do Mundial 2018, no ano passado, o Sport ficou nove jogos sem vencer e caiu da sétima para a 18ª colocação

Técnico do Sport comanda treino no CT do LeãoTécnico do Sport comanda treino no CT do Leão - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Disputada no Brasil, a Copa América 2019 não vai parar apenas a rotina da população, mas também os Campeonatos Brasileiros das Séries A e B. O torneio começa nesta sexta-feira (14) e se encerra no dia 7 de julho, com a grande final no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Com duas vitórias seguidas e batendo na porta do G4 na Segundona, atualmente na quinta colocação, o Sport já começa a ter pesadelos com um fantasma recente. Esse passado já seria o suficiente para o Leão não gostar nada deste recesso de quase um mês para a disputa do torneio continental, já que o time vinha embalado e só vai voltar a campo no dia 13 de julho, contra o São Bento/SP, fora de casa.

No ano passado, os rubro-negros ocupavam a sétima colocação ao término da 12ª rodada, quando houve a pausa para a Copa do Mundo, disputado na Rússia. Na volta, a equipe passou nove partidas seguidas sem vencer, somando oito derrotas, e caiu para a 18ª colocação, inclusive culminando na queda do treinador Claudinei Oliveira. Essa queda de rendimento foi fundamental para o rebaixamento leonino ao final do Brasileirão. "Estamos parando em ascensão, mas não tem do que reclamar. Estava previsto", resumiu o treinador Guto Ferreira.

Leia também:
Sport faz o dever de casa e vai para o recesso na cola do G4
Com expectativa, Brocador indica renovação com o Sport
Sem acordo, Sport cancela a realização da Taça Ariano


No cenário atual na Praça da Bandeira, a ordem da atual diretoria é aprender com os erros da antiga gestão. Se no ano passado nenhum amistoso foi feito durante o mês de disputa do Mundial 2018, atualmente o Sport já fechou dois amistosos durante este recesso, ambos contra o CSA/AL, e um terceiro vêm sendo negociado. Os duelos contra os alagoanos estão marcados para o dia 30/06, na Ilha do Retiro, e outro no dia 07/07, no Rei Pele, em Maceió. "Não são férias. Cada jogador está indo com uma 'lição de casa' para fazer e se cuidar. Esse descanso é mais para curtir a família e espairecida em termos de futebol", explicou Guto.

Com o bom desempenho nesta reta inicial de Série B, a diretoria leonina resolveu ampliar de sete para nove dias o tempo de descanso para o elenco, que se reapresenta apenas no dia 21 deste mês (sexta-feira). No quesito físico, não há muito que descansar. Nestes seis meses de temporada, o Sport fez apenas 22 jogos, o número mais baixo de todos os times que disputam a Série B. “Os jogadores voltam dia 21 e depois saem por dois dias no São João. Em seguida, teremos mais quase 20 dias de preparação para a volta da Série B e a ideia é fazer três amistosos neste período. Faz parte do nosso planejamento”, explicou Nelo Campos, diretor de futebol.

Veja também

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro

Veja como o Náutico pode se livrar na próxima rodada do risco de queda à Série C
Futebol

Veja como o Náutico pode se livrar do risco de queda à Série C