Esportes

Sport sofre com falta do meia de criação no time

Segundo Guto, a equipe ainda não jogou no 4-2-3-1 porque não há o clássico armador no elenco

Jean Patrick, volante do SportJean Patrick, volante do Sport - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Até o momento, o Sport fez cinco partidas na atual temporada. Entre Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, foram três empates e duas vitórias. Porém, mesmo invicto em 2020, tem ficado nítido a falta de um meia de criação no time comandado pelo técnico Guto Ferreira. Até por isso, o treinador tem armado a equipe favorecendo os jogadores de lado do campo.

Ano passado, o responsável por armar a equipe foi Leandrinho. Entretanto, o contrato do jogador se encerrou após o acesso à Série A, e o meia retornou ao Botafogo. Pedro Carmona, Léo Artur e Marquinho, que também podiam fazer a função, deixaram a Ilha do Retiro em dezembro. Para 2020, chegaram Diego Noronha e Lucas Mugni. O primeiro foi dispensado do clube na semana passada por questões técnicas, antes mesmo de entrar em campo. Já o argentino anotou o gol leonino no empate com Vitória/BA, e vem de boa atuação. Mas, segundo o técnico Guto Ferreira, o atleta que estava no futebol boliviano faz uma função diferente da qual o Sport ainda pretende buscar no mercado.

"Até o momento só trabalhamos com o 4-1-4-1 e com o 4-4-2. Ainda não tentamos o 4-2-3-1 porque não temos o camisa 10, aquele que tem como característica jogar atrás do centroavante. O Mugni não é esse jogador, e como não encontramos no mercado os meias que queríamos com estas características, estamos utilizando jogadores de velocidade com poder de criação e atletas agudos que cheguem para jogar com o centroavante", afirmou o treinador rubro-negro.

Leia também:
Sport vai encarar maratona de jogos em fevereiro
Apesar do empate, Guto elogia evolução do Sport
Sport voltará a jogar na Ilha diante do Retrô, na terça


Nas duas primeiras partidas da temporada, contra Náutico e Vitória, quem fez a função de armador do Sport foi Pablo Pardal. O prata da casa teve participação direta no gol de Juninho, no empate com o Tricolor das Tabocas. A tendência é que o jovem de 20 anos seja utilizado mais vezes neste primeiro semestre.

Veja também

Roberto elogia concentração do Náutico, mas lembra treino cancelado para comentar empate em Itu
Náutico

Roberto elogia concentração do Náutico, mas lembra treino cancelado para comentar empate em Itu

Perri pega pênalti, Náutico tem boas chances, mas não sai do empate com o Ituano
Série B

Perri pega pênalti, Náutico tem boas chances, mas não sai do empate com o Ituano