Sport vacila no fim e empata com a Ponte Preta

Agora, a equipe pernambucana volta as atenções para o Atlético Goianiense, adversário de terça-feira (27), na Ilha do Retiro

Alvaro Junior/Ponte Preta/DivulgaçãoAlvaro Junior/Ponte Preta/Divulgação - Foto: Sport empate pela nona vez na Série B.

Faltou pouco para o Sport voltar da maratona fora de casa com seis pontos. Porém, os rubro-negros retornam com o nono empate na Série B, após ficar no 2x2 com a Ponte Preta, em duelo disputado na noite deste sábado, no Moisés Lucarelli, pela 18ª rodada. O Leão conseguiu aplicar uma virada no segundo tempo, além de possuir um jogador a mais na reta final da partida. Mesmo assim, Roger fez o ex-clube novamente de vítima, com dois gols na conta. Por outro lado, o torcedor rubro-negro pode ficar contente com o quarto lugar na competição. A equipe pernambucana volta as atenções para o Atlético Goianiense, adversário de terça-feira (27), na Ilha do Retiro.

A Macaca demonstrou que estava em busca da vitória logo a partir do momento em que a bola rolou. A primeira oportunidade surgiu com um minuto, quando Roger recebeu na pequena área, mas chutou fraco e facilitou a intervenção de Maílson. O time rubro-negro tinha dificuldades de fazer ligação com o ataque, especialmente porque ainda não havia se encontrado na partida. O Leão da Ilha apareceu com perigo, enfim, aos 12 minutos, após bom cruzamento de Norberto na direção de Juninho, que cabeceou e o goleiro Ivan realizou a defesa. A equipe mandante descobria espaços com certa facilidade e aproveitava a improvisação de Raul Prata na lateral esquerda.

No entanto, a forte pressão ponte-pretana da primeira metade da etapa inicial desapareceu, com o duelo não apresentando grandes emoções. A aposta de Guto Ferreira estava nos contra-ataques, porém, a execução final de Guilherme ou Hyuri terminava não sendo ideal. Sem conseguir ultrapassar a eficaz marcação leonina, restou para a Ponte Preta tentar na bola parada. Aos 41, Henrique Trevisan subiu até o quarto andar para desviar de cabeça e por pouco não abriu o placar no Moisés Lucarelli. Já nos acréscimos, Gerson Magrão recebeu livre na grande área e balançou as redes, porém, o bandeirinha assinalou o impedimento rapidamente e estragou a festa alvinegra.

Logo no intervalo, o comandante rubro-negro promoveu a primeira mudança na equipe. Diferentemente da atuação no triunfo diante do Vila Nova, Juninho demonstrou desconcentração em boa parte do jogo em Campinas e Guto decidiu colocar Leandrinho para conduzir o time. Ainda assim, não deu muita sorte. Aos 5 minutos, Gerson Magrão avistou Roger e realizou um cruzamento rasteiro. O camisa 9 utilizou o faro de artilheiro e só fez desviar para abrir o placar em Campinas. Era natural o gol da Macaca mudar o panorama da partida, se não fosse a boa fase de Hyuri. Aos 9 minutos, o ponta arrancou no lado direito e arriscou o cruzamento, mesmo sem ninguém na área. A bola teve um percurso inesperado por Ivan, que estava adiantado, e não conseguiu evitar o gol rubro-negro.

Leia também:

Destaque no Sport, Guilherme tem propostas da Série A

Recuperação do Sport passa pelo renascimento do ataque

Meias contratados pelo Sport estão chegando na Ilha do Retiro

Se o primeiro gol não foi decisivo, a história após o empate pernambucano foi diferente. Os leoninos ganharam confiança e empurraram os mandantes para a defesa. Aos poucos, o domínio no meio de campo estava no lado do Sport, comandado por Marcão. Aos 27, Raul Prata fez ótima jogada pelo lado esquerdo e foi derrubado na grande área, sendo pênalti na avaliação do árbitro. Hernane cobrou com precisão e deslocou Ivan, virando a partida na casa do adversário. Por pouco, Yan não ampliou o marcador após ficar de frente com o goleiro alvinegro. No minuto seguinte, Camilo cometeu falta forte em Raul Prata e foi expulso. Esses momentos aconteceram de maneira consecutiva e o Sport pareceu ter o controle da partida até então.

Porém, os últimos lances dos jogos geralmente não são positivos para a torcida leonina. Foi dessa forma que Roger, aos 41 minutos, surgiu novamente na área, aproveitando mais uma vez o cruzamento e contando com a saída confusa de Maílson para empatar o jogo. Apesar de tentar no desespero, os rubro-negros falharam em desfrutar os vacilos da equipe mandante e repetem o sentimento de frustração das outras rodadas com um empate.

FICHA DO JOGO
Ponte Preta 2 x 2 Sport

Ponte Preta
Ivan; Diego Renan, Airton (Alex Maranhão), Reginaldo e Henrique Trevisan; Edson, Camilo, Gerson Magrão (Arnaldo), Rafael Longuine (Matheus Vargas) e Marquinhos; Roger. Técnico: Jorginho.
Sport
Maílson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Raul Prata; Marcão, Charles e Juninho (Leandrinho); Hyuri (Yan), Guilherme e Hernane Brocador (Élton). Técnico: Guto Ferreira.
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas/SP
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta e Jefferson Cleiton (ambos do PR)
Gols: Roger (4’ e 42' do 2º T) (PON); Hyuri (9’ do 2º T) e Hernane Brocador [Pen] (29’ do 2º T) (SPO)
Cartões Amarelos: Aírton, Henrique Trevisan, Marquinhos, Edson (PON); Hyuri (SPO)
Cartão Vermelho: Camilo (PON)
Público: 3.639 torcedores 

Veja também

Acompanhe o lance a lance de Santa Cruz x Jacuipense/BA
Série C

Acompanhe o lance a lance de Santa Cruz x Jacuipense/BA

STJD denuncia Carol Solberg por ato político
Manifestação

STJD denuncia Carol Solberg por ato político