Juninho em ação quando ainda estava no Sport
Juninho em ação quando ainda estava no SportFoto: FolhaPE

Revelado no Sport, Juninho despontou como grande promessa na Copa do Brasil sub-17 de 2016, quando foi o destaque no vice-campeonato leonino. Curiosamente, o prodígio, hoje com 19 anos, trouxe muitos mais dores de cabeça do que alegrias ao clube. No fim de 2017, foi indiciado por agressão, ameaça e injúria à ex-namorada - saiu sob fiança. No início deste ano, o ex-treinador Nelsinho Baptista o afastou por episódios de indisciplina. Tentaram emprestá-lo ao Fortaleza, mas protestos da torcida cancelaram a transferência. Foi para o Ceará, onde teve passagem apagada. Agora, o Corinthians, que deseja ter o atleta, enfrenta a fúria de seus fiéis seguidores, contrariados com o histórico controverso do jovem. A negociação pode dar para trás por isso. Antes mesmo de se firmar na carreira, Juninho já virou um craque-problema. E lida com as consequências da má reputação.

Leia também:
Corinthians marca reuniões para decidir sobre Juninho
Fortaleza desiste de contratação de Juninho pelo histórico
Técnico perde a paciência e afasta Juninho por indisciplina
Juninho é indiciado por acusações da ex-namorada

Na última terça-feira (7), o próprio Sport oficializou o empréstimo do Juninho ao clube paulista. Justamente no mesmo dia em que o Corinthians, por meio de suas mídias sociais, celebrou os 12 anos da Lei Maria da Penha e lamentou a violência que atinge as mulheres brasileiras. Em tempos de comunicação em tempo real, não demorou para o currículo extra-campo do garoto vir à tona. E se iniciou aí mais uma polêmica na curta, porém conturbada, trajetória do piauiense. Os torcedores fizeram forte campanha no Twitter, inclusive criando a hashtag #JuninhonoCorinthiansnao - que ficou entre as mais comentadas no Brasil. O gerente das categorias de base do Timão, Yamada, afirmou querer dar uma "segunda chance" ao atleta. O presidente do clube, Andrés Sanchez, pretende se reunir para definir se o time vai, ou não, assinar o acordo verbal que tem com Juninho.

Procurado pela Folha de Pernambuco, o jogador mostrou indiferença e não se disse preocupado quanto aos protestos da torcida corintiana. "Nem olho essas coisas, nem gosto de internet. Isso não influencia nada, não. Quem quiser falar que queira perder seu tempo, porque eu não tenho tempo para perder com isso", confessou. "Eu nem vejo, me falam disso, mas eu não ligo. Eu sou o que sou. Não gosto de ficar falando. A gente tá na Terra para errar e aprender. O que tiver de acontecer, vai acontecer. Será a vontade de Deus, se tiver que acabar a carreira, que seja a vontade Dele, se for para continuar, vou lutar para ser um grande jogador", garantiu Juninho. O atleta viajará amanhã para São Paulo, para acertar com Corinthians. O atacante assinará por empréstimo até o fim 2019 e fará parte das categorias de base do clube paulista. Isso, claro, caso o acerto não dê para trás.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: