Juninho foi promovido para o profissional em 2016
Juninho foi promovido para o profissional em 2016Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Um dos carros chefe da campanha do novo presidente eleito do Sport, Milton Bivar, foi a prioridade nos atletas formados na base para serem aproveitados no elenco profissional. Com dívidas e sem poderio financeiro de outrora para investir em grandes contratações, a nova gestão leonina decidiu apostar pesado nos "produtos da casa", num deles em especial: o atacante Juninho. Com apenas 19 anos, o jogador já foi do céu ao inferno na Praça da Bandeira, colecionando gols importantes na mesma proporção do seu envolvimento em polêmicas.

Após um segundo semestre praticamente sem jogar, o jovem atacante rubro-negro não quer mais saber desse passado de casos extracampo e foca apenas nas quatro linhas. Ao menos é o que garantem os novos dirigentes leoninos, que andam apostando alto na volta por cima do atleta.

Leia também:
Sport reinaugura loja com homenagem a torcedora símbolo
Com 86,72% dos votos, Milton Bivar volta ao Sport após 10 anos
Corinthians desiste de contratar Juninho
Histórico polêmico prejudica a carreira de Juninho
Fortaleza desiste de contratação de Juninho pelo histórico

Lançado em 2016 no profissional, pelo então técnico leonino Paulo Roberto Falcão, Juninho começou bem, mas acabou perdendo espaço logo em seguida. Já em 2017 teve o seu melhor ano, marcando dois gols do Sport na virada contra o Náutico, nas semifinais do Estadual, além do gol de empate contra o Bahia, na primeira partida da final do Nordestão. Porém, no final da temporada acabou se envolvendo numa polêmica com uma ex-namorada, quando foi acusado de agressão, ameaças e injúria, respondendo ao processo em liberdade até hoje.

Em 2018 as coisas continuaram andando fora dos trilhos para o jogador. O treinador Nelsinho Baptista acusou o jogador de ter se reapresentado acima do peso e em seguida ter engordado ainda mais. Em fevereiro, Juninho teria se recusado a viajam com o elenco para enfrentar o Santos/AP, pela Copa do Brasil, por isso acabou afastado do elenco por Nelsinho.

Visto como um problema dentro do Sport, a diretoria tentava emprestar o jogador e chegou perto de sacramentar as negociações com alguns clubes, que desistiam de bater o martelo após ficar sabendo do passado polêmico do jogador. O único que topou a empreitada foi o Ceará. No Vozão foram apenas cinco jogos e uma passagem apagada, sem nenhum gol marcado. Em seguida, o Corinthians chegou a acertar todos os detalhes com o Leão, mas recuou após protestos da torcida, principalmente da ala feminina.

Ciente dos problemas que o jogador enfrentou nesta ainda curta carreira, o presidente Milton Bivar não só descarta um novo empréstimo do jovem atacante, como também aposta alto nele para 2019. Juninho é um jovem promissor e atleta nosso. Não podemos dar as costas. Ele amadureceu bastante nos últimos meses. Está sereno, fininho, cheio de vontade de jogar e deixar esses problemas no passado. Estamos acompanhando o jogador de perto e tenho certeza que ele será muito importante para o Sport", comentou Milton. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: