Guto Ferreira, treinador do Sport
Guto Ferreira, treinador do SportFoto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Por muito pouco o Sport não chegou ao recesso da Série B dentro do grupo dos quatro melhores classificados. Na noite desta terça-feira, o Leão bateu o CRB por 1x0 e chegou aos 15 pontos, mesma pontuação da Ponte Preta, que está em quarto lugar por conta do saldo de gols (5x4), enquanto os rubro-negros terminaram em quinto. Embora não tenha atingido o objetivo de ficar no G4, o técnico Guto Ferreira não poupou elogios à equipe.

"A gente vem jogando um futebol bem interessante. Um futebol técnico, bem apoiado, coletivo, intenso. E estamos em um estágio em que temos trabalhado para firmar um plantel. Não queremos só 11, mas 16, 18, 22 atletas em boas condições. Estão surgindo as oportunidades e as necessidades de entrar A, B ou C no time e temos conseguido manter o nível de jogo. Quero sempre uma equipe impositiva e vencedora", afirmou.

Leia também:
Membros de organizadas de Sport, Náutico e CRB causam tumulto nos Aflitos
Com expectativa, Brocador indica renovação com o Sport
Sem acordo, Sport cancela a realização da Taça Ariano


"Não vou dizer que ficamos dentro do planejado porque eu quero estar sempre na frente. Nós pegamos o Oeste, vindo de uma semana desgastante após o título, e depois o Bragantino. Depois o Figueirense, que veio de forma bem defensiva. Após isso, tivemos um jogo bem irregular, contra o Operário, sob influência da arbitragem. Se não jogamos o melhor futebol sempre, ao menos apresentamos um bom nível", relembrou.

Segundo o treinador, a parada vai servir para fortalecer a equipe. "Vamos procurar melhorar o condicionamento de todo mundo, o nível de força. Quem vai para casa está indo com lição de casa. Não é tipo férias. É para encontrar a família e espairecer. Devemos fazer pelo menos três amistosos para dar uma recuperação no ritmo de jogo e entremos na fase derradeira, em que não vamos poder errar", enfatizou.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: