Leão saiu na frente, mas ficou no empate
Leão saiu na frente, mas ficou no empateFoto: Wilson Castro/Sport Club do Recife

Ser o líder, ter o melhor ataque e defesa, além de estar invicto há seis jogos. Foi com esse currículo que o Bragantino chegou à Ilha do Retiro. Mas nada disso entrou em campo. Lutando até o fim e com um gol nos acréscimos de Guilherme, o Sport venceu o time paulista por 2x1, neste sábado (7), pela 21ª rodada da Série B 2019. O resultado colocou os pernambucanos novamente no G4, ocupando temporariamente a vice-liderança, com 35 pontos. Tudo isso perante seu maior público em casa no torneio, com mais de 19 mil pessoas no estádio. 

Nem pressão do Sport, tampouco do Bragantino. Foi de forma bem lenta que os times começaram a partida. O chamado "estudo", segundo a linguagem dos boleiros. Jogo preso no meio-campo, com pouca ações pelos lados. Assim como um carro velho, o confronto precisou pegar no "tranco". O empurrão veio aos 22 minutos. Em grande estilo. Guilherme deu ótimo lançamento para Hernane. O centroavante matou no peito e deixou a bola na medida para Leandrinho bater colocado e ligar o motor na Ilha do Retiro.

O gol do Sport não mudou somente o placar. A marcação alta e a velocidade nos contra-ataques, em ambos os lados, trouxe a pitada de emoção que estava faltando. O duelo saiu de um para sete escanteios, por exemplo. E foi pelo alto que o Bragantino conseguiu o empate aos 47 do primeiro tempo. Sabe a lei do ex? Pois bem, ela fez mais uma vítima. O zagueiro Léo Ortiz, ex-Leão, cabeceou forte e empatou a partida para os visitantes.

Após insistir inicialmente em aproximar Hyuri de Hernane na área, aumentando a presença ofensiva e dando mais opções para Leandrinho e Guilherme centralizarem as jogadas, o técnico Guto Ferreira optou por colocar Yan no time. No Bragantino, Antônio Carlos Zago colocou o ex-atacante do Náutico, Robinho, na vaga de Morata, pressionando ainda mais o lateral-esquerdo Sander.

O "lá e cá" de chances se manteve até o fim. Por duas vezes, Mailson salvou o Sport - uma delas com os pés. No outro lado, Hernane isolou a bola em duas oportunidades dentro da área. Quando o torcedor rubro-negro já lamentava o quarto empate seguido, entrou em ação Pedro Carmona. O meia foi acionado nos minutos finais e fez uma bela jogada que resultou no cruzamento para Guilherme, aos 47 do segundo tempo, fazer a Ilha do Retiro explodir de alegria. No fim, com sufoco, deu Leão.

Ficha técnica

Sport 2
Mailson; Norberto (Raul Prata), Adryelson, Rafael Thyere e Sander; Charles, João Igor, Hyuri, Leandrinho (Pedro Carmona) e Guilherme; Hernane Brocador. Técnico: Guto Ferreira.

Bragantino 1
Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Rayan e Edimar; Barreto, Uillian Correia (Ricardo Ryller) e Claudinho; Morato (Robinho), Wesley e Matheus Peixoto (Bruno). Técnico: Antônio Carlos Zago.

Local: Ilha do Retiro (Recife/PE). Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ). Assistentes: Silbert Faria Sisquim e Andrea Izaura Maffra (ambos do RJ).
Gols: Leandrinho (aos 22 do 1ºT), Léo Ortiz (aos 47 do 2ºT) e Guilherme (aos 47 do 2ºT)
Cartões amarelos: Claudinho (B), Aderlan (B)
Público: 19.058 torcedores
Renda: R$ 287.246,00

Leia também:
Sport prepara caldeirão para conseguir abater o líder
Sem Marcão, Sport ganha volta de Brocador para 'decisão'

veja também

comentários

comece o dia bem informado: