Goleiro Mailson, do Sport.
Goleiro Mailson, do Sport.Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

A função de goleiro é considerada por muitos a mais ingrata no futebol. Céu e inferno são vizinhos para os profissionais de luvas, bastando uma frangaço para que sejam esquecidas todas as grandes atuações. Nem mesmo a grama gosta de nascer aonde ele pisa, como se brinca no mundo da bola. E parece que Mailson faltava passar por essa contestação apelativa já nos seus primeiros passos como profissional.

Destaque do Sport na reta final da Série A do ano passado, quando o então ídolo Magrão acabou se lesionando, o jovem de 23 anos recém completados viu a sua grande chance surgir. Neste ano, começou no banco, mas reassumiu o posto de titular após seguidas falhas do veterano. Desde então não havia sido questionado no posto de titular.

Leia também:
Lesionados, João Igor e Hyuri são únicas dúvidas no Sport
Mailson reconhece falhas e tarde infeliz pelo Sport
Sport afunda Figueirense e persegue líderes na Série B
Sport oficializa acordo com Willian Farias

Isso até o último domingo, quando foi um dos piores em campo na vitória contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli. Com duas falhas grotescas, Mailson parecia desatento, errando até mesmo reposições de bola simples. No primeiro tempo, após chute fraco de Zé Antônio, o arqueiro quase marcou um gol contra esquisito, com a bola batendo na trave e correndo pela linha.

Nos minutos finais da partida, o meia Andrigo (ex-Sport) chutou fraco e a bola passou lentamente por debaixo das mãos do rubro-negro. O próprio goleiro reconheceu as falhas. "Tem dia que não é a tarde do cara. Não fui feliz nos lances", comentou o jogador, ainda na saída do gramado.

Ano passado, Mailson garantiu o empate sem gols contra o São Paulo, ao defender um pênalti de Nenê. Neste ano, foi herói da conquista do Estadual sobre o rival Náutico, ao pegar as cobranças de Rafael Oliveira e Diego. Nesta Série B, o arqueiro leonino é top 3 no quesito "defesas difíceis". Por todos esses pontos favoráveis, o técnico Guto Ferreira decidiu sair em defesa do atleta. “No Orlando Scarpelli, tem uma influência muito grande do vento, quase sempre, e hoje (domingo) estava no seu melhor dia em questão do vento. Tivemos uma situação de defesa de Mailson, que foi muito prejudicado, tanto no primeiro, como no segundo erro, por causa dessa situação. Você acha que tem a firmeza, mas a bola ainda está sob efeito do vento", comentou o treinador.

veja também

comentários

comece o dia bem informado: