Marquinhos em ação contra o Imperatriz/MA
Marquinhos em ação contra o Imperatriz/MAFoto: Anderson Stevens / Sport Club do Recife

Com a desconfiança da torcida, o Sport faz sua estreia na Copa do Brasil na noite desta quarta (12). Às 19h15, o Leão visita o bom time do Brusque, no Estádio Augusto Bauer. Desde que sagrou-se campeão da competição, em 2008, ano após ano o torneio organizado pela CBF passou a mexer com o sentimento dos rubro-negros. Entretanto, desde que Durval levantou a taça há 12 anos, o clube da Praça da Bandeira sequer consegue chegar nas fases finais. De lá para cá, em 10 participações, o Rubro-negro parou nas oitavas de final em duas oportunidades e, no mais, amargou eliminações precoces. Logo mais, os comandados de Guto Ferreira precisam apenas de um empate para voltar de Santa Catarina com a classificação na bagagem.

Neste ano, muito mais que a vaga para a segunda fase, o Sport está de olho na premiação oferecida no torneio. Atravessando grave crise financeira, o Rubro-negro já tem garantido R$ 950 mil por participação. E, em caso de possível classificação mais tarde, embolsa mais R$ 1,03 milhão.

Invicto na temporada, o Sport precisa repetir o que mais tem feito em 2020 para voltar com a classificação: empatar. Em oito jogos no ano, Guto Ferreira e companhia ficaram na igualdade seis vezes. Para conquistar o objetivo, o técnico mandará a campo o que tem de melhor à disposição fisicamente. Depois de perder os dois útlimos jogos para acompanhar o nascimento do filho, Lucas Mugni deve voltar ao time titular. Na meia, o argentino pode ganhar a companhia de Marquinhos, que se destacou contra Vitória/BA e Imperatriz/MA atuando centralizado. O camisa 33, inclusive, prega respeito ao adversário. "Hoje em dia não existe mais time bobo. Tenho amigos que jogam do lado de lá, e sei que é um time que vai competir muito, com o apoio da torcida. Porém, vamos colocar nosso jogo em prática. Vamos fazer de tudo para vencer lá", falou.

Adversário do Leão, o Brusque é o atual campeão da Série D. Administrado como um clube-empresa, conquistou a Recopa Catarinense este ano, após bater o Avaí por 2x0. Além disso, no cenário estadual, é o atual vice-líder do campeonato local, além de contar com uma boa dupla ofensiva. Dos oito gols marcados pelo time do técnico Jersinho no ano, seis foram anotados pela dupla Edu e Thiago Alagoano.  

Ficha técnica


Brusque

Zé Carlos; João Carlos, Ianson, Everton Alemão e Airton; Zé Mateus, Rodolfo POtiguar e Marco Antônio; Alex Sandro, Thiago Alagoano e Edu. Técnico: Jersinho

Sport

Luan Polli; Raul Prata, Adryelson, Cleberson e Sander; Willian Farias, João Igor, Lucas Mugni; Marquinhos, Elton e Leandro Barcia. Técnico: Guto Ferreira

Local: Augusto Bauer (Brusque/SC)
Horário: 19h15
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP). Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Fabrini Bevilaqua Costa (ambos de SP)
Transmissão: Premiere FC

Leia também:
De olho em premiação, Náutico visita Toledo pela Copa do Brasil
British Country Club abre festas de 100 anos com folia e esportes

veja também

comentários

comece o dia bem informado: