Guto Ferreira, técnico do Sport
Guto Ferreira, técnico do SportFoto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

A eliminação precoce do Sport na Copa do Brasil, na primeira fase, após derrota contra o Brusque, eleva a pressão sob Guto Ferreira. O técnico é um dos alvos da torcida pelo número excessivo de empates na temporadas (seis em nove partidas disputadas) e o desempenho que não empolga. Em coletiva pós-jogo, o comandante rubro-negro afirma que está seguro em relação ao trabalho desenvolvido e planeja a recuperação do Leão no próximo sábado, quando enfrenta o Náutico, pela Copa do Nordeste.

Leia também:

Sport perde para o Brusque e se despede da Copa do Brasil

Sport confirma contratação do meia Jonatan Gómez 

“Tenho que seguir trabalhando forte, acreditando no que estamos fazendo, porque se não for dessa maneira, nós vamos sair do lugar. Se eu tô com dúvidas do meu trabalho, as dúvidas também vão para os jogadores. Eu tenho certeza do que nós estamos vivenciando. Os resultados não estão vindo mas daqui a pouco começam a vir. Espero que seja sábado”, projetou.

O técnico criticou a atuação do árbitro no gol rubro-negro, anulado nos acréscimos, que poderia mudar o rumo da partida e classificar o Leão. Segundo Guto, houve uma contradição na decisão final da arbitragem após não apontar falta na primeira vez e corroborar a primeira escolha.

“Os dois bandeiras e o árbitro presente valida o gol, confirma duas vezes o gol. Depois a pressão continua, aí chega o quarto árbitro e mais algumas pessoas, e aí o gol anulado? Aconteceu alguma coisa. Se o árbitro confirmou por duas vezes, por duas vezes confirmou o gol. ‘Ah, foi certo ou errado?’, não tô discutindo isso, o que eu tô discutindo é que a regra diz que não pode haver interferência externa. E do jeito que foi, transpareceu que houve", declarou. 

veja também

comentários

comece o dia bem informado: