André, ex-atacante do Sport
André, ex-atacante do SportFoto: Folha de Pernambuco

Na última terça (19), o Cruzeiro foi comunicado pela Fifa da perda de seis pontos na Série B 2020, devido ao não cumprimento da ordem de pagamento, emitida pela entidade em março, referente à dívida de 2016 do clube com o Al Wahda, pelo empréstimo de seis meses do volante Denilson. A situação acendeu um alerta no Sport. Assim como os mineiros, o clube pernambucano tenta quitar um débito de 900 mil euros (aproximadamente R$ 5,6 milhões) envolvendo a vinda de André, na época em que o atacante estava no Sporting.

Inicialmente, o Sport corre risco de não conseguir registrar novos atletas. No entanto, o clube também fica sujeito a punições mais graves, que podem variar desde a perda de pontos no campeonato nacional (como ocorreu com o Cruzeiro) ao rebaixamento para uma divisão inferior. A Folha de Pernambuco tentou contato com o presidente do clube, Milton Bivar, mas não obteve resposta. Recentemente, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, chegou a dizer que já havia um acerto entre as partes, esperando apenas o fim da pandemia para ser oficializado.

Na época, André teve 50% do seu passe adquirido pelo Sport, que não pagou o valor ao Sporting. O jogo, que já havia vestido a camisa leonina em 2015, atuou pelo Rubro-negro na temporada 2017, se transferindo no ano seguinte ao Grêmio.

Leia também:
Patric diz que time do Sport terá que dar o 'algo a mais' no retorno do futebol
Com dias contados no Grêmio, André foi sondado pelo Sport

veja também

comentários

comece o dia bem informado: