Campeonato Brasileiro

"Super" Série B 2021 será recheada com gigantes nacionais e clássicos por todo o Brasil

Segunda divisão nunca teve tantos campeões nacionais na era dos pontos corridos

Foto: Reprodução/ Twitter/ CBF

Começo de ano e fim de uma temporada inédita e imprevisível. O futebol no Brasil foi suspenso em março de 2020 com a proliferação do novo coronavírus no país e, por meses, o mundo enfrentou todas as agruras de uma pandemia sem seu meio de entretenimento favorito: o futebol.

Com a volta das competições e o início do Brasileirão, em agosto - sem torcidas e seguindo uma série de protocolos sanitários -, entre vestiários infestados por casos de Covid-19 e calendários superlotados, várias equipes sofreram para concretizar os planos traçados no começo da temporada. Todas essas variáveis culminaram, entre outras coisas, no rebaixamento simultâneo de dois gigantes do futebol brasileiro, Vasco e Botafogo, à Série B e à manutenção do Cruzeiro na mesma divisão.

A tristeza dessas torcidas tão grandiosas e apaixonadas pode ser minimizada por um “luto coletivo”, muito menor que o enfrentado fora dos gramados, diga-se de passagem. Com a expressão, queremos dizer que, apesar das tragédias esportivas individuais, a temporada que vem aí nos reserva uma “Super” Série B em 2021.

Os já mencionados Vasco, Cruzeiro e Botafogo detém, respectivamente, as 5ª, 6ª e 12ª maiores torcidas do futebol brasileiro, segundo o Datafolha (2019). Esses gigantes, que acumulam 3 Libertadores, 10 Campeonatos Brasileiros da Série A e 7 Copas do Brasil entre suas galerias de troféus vão, em sua busca pela redenção, abrilhantar uma Segunda Divisão “de luxo”, como nunca se viu na era dos pontos corridos.

A Segundona de 2021 também contará com Ponte Preta e Guarani, arquirrivais de Campinas, interior paulista, que se mantêm da Segundona na próxima temporada. Também é o caso de CSA e CRB, em Alagoas. O Azulão deixou escapar o acesso para a Série A após uma boa temporada e terá que aturar a agridoce companhia do Galo da Praia por mais uma temporada.

Outra rivalidade para ficar de olho na Segundona de 2021 é a entre Vila Nova e Goiás. Campeão da Série C, o Colorado vai enfrentar um Esmeraldino combalido - o time caiu da Série A após uma campanha melancólica, que findou na 19ª colocação. Realidades tão distintas que serão niveladas na maior rivalidade do estado de Goiás, agora, em palco nacional.

Marcada para começar em 29 de maio, a Segunda Divisão terá apelo inédito num momento em que, com estádios vazios, as torcidas de norte a sul aguardam ansiosamente a hora de voltar a protagonizar estes tantos e grandiosos clássicos que pertencem a ninguém mais que a cada um dos que amam futebol – mesmo que, temporariamente, “de segunda”.

Veja também

Posse de chapa reeleita, no Sport, acontece de forma virtual, nesta terça-feira (20)
Sport

Posse de chapa reeleita, no Sport, acontece de forma virtual, nesta terça-feira (20)

Náutico divulga uniformes finalistas de concurso entre alvirrubros; confira
Náutico

Náutico divulga uniformes finalistas de concurso entre alvirrubros; confira