A-A+

Superliga: título feminino pode ser decidido nesta sexta

Em casa, Dentil/Praia Clube tenta empatar a série melhor de três da final contra o Itambé/Minas. Jogo é às 21hh30

Lance de Itambé/Minas x Dentil/Praia Clube, na final da SuperligaLance de Itambé/Minas x Dentil/Praia Clube, na final da Superliga - Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A equipe campeã da edição 2018/2019 da Superliga feminina de vôlei pode sair na noite desta sexta-feira (26), quando Dentil/Praia Clube/MG e Itambé Minas/MG fazem a segunda partida da série melhor de três válida pela final nacional. O confronto acontece em Uberlândia (MG), casa do Praia Clube, que perdeu no primeiro duelo e precisa vencer para forçar o terceiro e decisivo embate.

A primeira partida aconteceu no último domingo (21), com vitória do Minas no tie-break. Os dois primeiros sets foram bastante equilibrados, com direito a um 28/26, mas o Minas foi mais eficiente nos momentos decisivos. Na terceira parcial, contudo, o Praia iniciou uma reação apoiada no crescimento do bloqueio, fator que desestabilizou a virada de bola do Minas, e fechou em 25/17, mesmo placar do set seguinte. No tie-break, porém, o Praia esteve irreconhecível e assistiu a um passeio das donas da casa, que fecharam em 15/6.

“A nossa equipe precisa continuar focada e trabalhar para evitar os erros e inconstâncias que tivemos no primeiro jogo. A gente estava em vantagem, ganhava por 2x0, e o jogo foi para o tie-break. Não podemos nos desconcentrar daquela forma. O objetivo, agora, é jogar bem e fechar a série em Uberlândia. Demos o primeiro passo, muito importante, mas sabemos da dificuldade que é jogar lá, com torcida adversária. Vamos trabalhar forte para trazer esse título para o Minas. Contamos com o apoio de todos os nossos torcedores”, disse a levantadora do Minas, Macris, que vem sendo um dos destaques da sua equipe e da Superliga.

Leia também:
Superliga feminina terá final mineira. Veja datas
Superliga: manutenção de ranking feminino revolta atletas
Superliga: Sesi/SP vence Taubaté na abertura da final

O resultado deixou o Minas em vantagem para o duelo desta noite. Uma vitória por qualquer placar dá o título ao time do italiano Stefano Lavarini, que se reforçou nesta temporada com as chegadas das ponteiras da seleção brasileira Gabi e Natália. Em caso de vitória do Praia Clube, um terceiro e decisivo jogo será realizado no dia 3 de maio, também às 21h30, no Mineirinho, casa do Minas, uma vez que o Minas fez a melhor campanha da primeira fase e, por isso, tem o privilégio de decidir em casa.

“Sabemos que esse jogo é fundamental para nossa sequência na Superliga. Tivemos nossas chances no primeiro jogo, mas o Itambé/Minas foi melhor no quinto set. Estudamos bastante a equipe delas, vamos jogar dentro do nosso ginásio, com o apoio da nossa torcida. Acredito muito no nosso time e temos tudo para fazer um grande jogo”, disse líbero do Praia, Suelen.

Atual campeão nacional, o Praia tenta ir à terceira final da sua história. Já o Minas, uma das equipes mais tradicionais do vôlei nacional, tem sete finais no currículo, mas não disputava um título desde 2003/2004. Em termos de aproveitamento em decisões, o Praia leva a melhor, com uma conquista em duas decisões, enquanto o Minhas tem dois títulos e quatro vice-campeonatos.

  

Veja também

Palmeiras derrota Flamengo e se torna tricampeão da Libertadores
Libertadores

Palmeiras derrota Flamengo e se torna tricampeão da Libertadores

Inspirando-se em Etiene Medeiros, pernambucana de 18 anos busca ouro no Pan Júnior
Natação

Inspirando-se em Etiene Medeiros, pernambucana de 18 anos busca ouro no Pan Júnior