TAS reduz suspensão de Sharapova a 15 meses

Tenista russa ficou de fora dos jogos Rio 2016 em virtude de doping

Roupa NovaRoupa Nova - Foto: Marcos Hermes / Divulgação

A tenista russa Maria Sharapova teve a pena de suspensão por doping reduzida de dois anos para 15 meses pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), anunciou nesta terça-feira o organismo com sede em Lausanne (Suíça).

A data do início da suspensão de Sharapova foi fixada em 26 de janeiro de 2016, dia em que a ex-número um do ranking WTA foi flagrada com resultado positivo para meldonium em um exame no Aberto da Austrália.

Com a decisão do TAS, a russa poderá voltar às quadras em 26 de abril de 2017, ao invés de 26 de janeiro de 2018.

A russa, 29 anos, que ficou impedida de disputar os Jogos Olímpicos do Rio depois de ter conquistado a medalha de prata em Londres-2012, havia sido suspensa por dois anos pela Federação Internacional de Tênis( ITF) em 8 de junho pelo uso de meldonium, um medicamento que passou a integrar em janeiro a lista de produtos proibidos.

O TAS, que julgava o caso em apelação, considerou Sharapova culpada de "violação do código antidoping", mas "sem falta significativa". Por este motivo, o tribunal considerou a suspensão de 15 meses "apropriada".

Principalmente utilizado na prevenção de infartos, o meldonium está classificado entre os hormônios e moduladores metabólicos (Grupo S4) desde 1º de janeiro de 2016.

Após o anúncio do TAS, Maria Sharapova afirmou que este é "um dos dias mais felizes" de sua carreira.

"Eu fui de um dos dias mais duros de minha carreira, em março quando fiquei sabendo da suspensão, para agora, um dos dias mais felizes, ao saber que posso retornar ao tênis em abril (2017)", escreveu a tenista em sua página do Facebook.

Veja também

Equipe sul-coreana vence o mundial de 'League of Legends'
LOL

Equipe sul-coreana vence o mundial de 'League of Legends'

Neymar prioriza longo contrato com PSG após desistir do Barça, diz jornal
Futebol

Neymar prioriza longo contrato com PSG após desistir do Barça, diz jornal