A-A+

Tati Weston-Webb brilha na abertura da etapa da França

Brasileira Tatiana Weston-Webb fez a maior nota e a maior soma desta quarta (3), primeiro dia de baterias em Hossegor

Tatiana Weston-Webb, na etapa de Hossegor, na FrançaTatiana Weston-Webb, na etapa de Hossegor, na França - Foto: Masurel/WSL

A perna europeia do Circuito Mundial de Surfe, realizado pela Liga Mundial de Surfe (WSL), teve início nesta terça-feira (3), em Hossegor, na França, onde acontece a penúltima etapa feminina e antepenúltima masculina da temporada 2018. O primeiro dia da janela do evento, que segue até o próximo dia 14, foi preenchido pelas mulheres. E quem brilhou nas pequenas e manobráveis ondas de Hossegor foi a brasileira Tatiana Weston-Webb, estabelecendo os recordes do Round 1, com a maior nota (8.83) e o maior somatório (14.63). Só foram realizadas as seis baterias do Round 1 feminino nesta quarta, e a estreia dos homens no Quiksilver Pro France foi adiada. A próxima chamada de avaliação do mar para as duas categorias acontece às 3h desta quinta-feira (4) - 8h no horário local da França.

Tatiana Weston-Webb é a única representante do Brasil para o restante da temporada, pois a cearense Silvana Lima operou o joelho direito e a previsão é de só voltar a competir em 2019. Tatiana, que está em terceiro lugar no ranking da temporada, caiu no mar após a australiana Stephanie Gilmore e a norte-americana Lakey Peterson, suas adversárias na briga pelo título mundial. Ambas haviam vencido suas baterias e colocado mais responsabilidade na brasileira, que não decepcionou. Em uma boa esquerda, mostrou a potência das suas manobras e fez a maior nota do dia, 8.83. Na onda seguinte recebeu 5,80 e fechou o maior somatório do dia, 14.63 pontos. A havaiana Malia Manuel ficou em segundo lugar, com 12.83, e a australiana Macy Callaghan em último, com 10.77, caindo para a repescagem.

Leia também:
Mundial chega à França e mistura atletas e banhistas nus
Surfe: WSL anuncia prêmios iguais para homens e mulheres
Tatiana Weston-Webb passa a competir pelo Brasil

Logo após Tatiana estabelecer os recordes da quarta-feira em Hossegor, a francesa Johanne Defay fechou o primeiro dia também com uma grande apresentação. Ela conseguiu notas 6.87 e 7.27 nas duas últimas ondas que surfou, totalizando 14.14 pontos contra as australianas Sally Fitzgibbons e Keely Andrew. Tatiana e Johanne foram melhores dos que as líderes do ranking, que venceram suas baterias com placares bem mais baixos. 

A australiana Stephanie Gilmore, que pode confirmar o seu sétimo título mundial na França, antes da última etapa, na Ilha de Maui, no Havaí, estreou de forma tímida na França. Ela competiu na terceira bateria do dia e as ondas não ajudaram muito. Stephanie Gilmore liderou o tempo inteiro, mas o máximo que conseguiu foi 5.43 e 5.93. A californiana Sage Erickson quase conseguiu a virada em sua última onda, mas com a nota 5.20 recebida só alcançou 10.53 pontos, contra 11.36 da australiana que veste a lycra amarela circuito feminino.

“Claro que existe uma pressão sobre mim e a Lakey (Peterson). Agora é ver quem pode lidar melhor com isso. Eu tenho que ser forte agora, pois temos uma competição bastante intensa e muita coisa pode acontecer ainda aqui”, disse Stephanie, a quatro baterias de igualar a recordista mundial com sete títulos, Layne Beachley. Gilmore garante o hepta se vencer o Roxy Pro France, mas também se chegar às semifinais e Lakey Peterson cair antes das quartas de final. Para levar a decisão à etapa final do calendário, a californiana precisa vencer ou torcer para Stephanie não chegar às semifinais.

A vice-líder do ranking estreou logo após a australiana, em uma das baterias mais fracas de ondas na quarta-feira. A maior nota de Lakey Peterson foi 5.00, que acabou garantindo a vitória por apenas 9.67 pontos, contra 9.03 da também californiana Courtney Conlogue e 7.43 da francesa Pauline Ado, que está substituindo a contundida Silvana Lima nesta etapa.

Roxy Pro France

Round 1
1: Bronte Macaulay (AUS) 11.20 x Nikki Van Dijk (AUS) 10.50 x Caroline Marks (EUA) 4.74
2: Carissa Moore (HAV) 12.17 x Coco Ho (HAV) 5.40 x Paige Hareb (NZL) 4.63
3: Stephanie Gilmore (AUS) 11.36 x Sage Erickson (EUA) 10.53 x Vahine Fierro (TAH) 10.10
4: Lakey Peterson (EUA) 9.67 x Courtney Conlogue (EUA) 9.03 x Pauline Ado (FRA) 7.43
5: Tatiana Weston-Webb (BRA) 14.63 x Malia Manuel (HAV) 12.83 x Macy Callaghan (AUS) 10.77
6: Johanne Defay (FRA) 14.14 x Sally Fitzgibbons (AUS) 9.97 x Keely Andrew (AUS) 6.26

Round 2
1: Malia Manuel (HAV) x Keely Andrew (AUS)
2: Coco Ho (HAV) x Paige Hareb (NZL)
3: Caroline Marks (EUA) x Vahine Fierro (TAH)
4: Sally Fitzgibbons (AUS) x Pauline Ado (FRA)
5: Nikki Van Dijk (AUS) x Macy Callaghan (AUS)
6: Courtney Conlogue (EUA) x Sage Erickson (EUA)

Veja também

Breno diz que vai cobrar elenco em 2022: “por amor ou terror, precisamos mudar”
Futebol

Breno diz que vai cobrar elenco em 2022: “por amor ou terror, precisamos mudar”

'Não escuto essas pessoas', diz Hamilton ao rebater consultor da Red Bull
Fórmula 1

'Não escuto essas pessoas', diz Hamilton ao rebater consultor da Red Bull