Thiago Braz volta ao Brasil e treinará com Elson Miranda

Campeão no salto com vara na Rio-2016, Thiago Braz não teve o desenvolvimento esperado após a histórica conquista

Thiago Braz foi ouro no salto com vara no Rio 2016Thiago Braz foi ouro no salto com vara no Rio 2016 - Foto: Reprodução/Twitter/Jogos Olímpicos

Campeão olímpico do salto com vara nos Jogos Rio-2016, Thiago Braz da Silva, anunciou nesta segunda-feira (29) que voltará a morar no Brasil e treinará novamente com Elson Miranda de Souza. A decisão foi comunicada à Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), ficando acertado que o ucraniano Vitaly Petrov, responsável pela preparação de Thiago nos últimos três anos, seguirá como consultor, atuando junto ao atleta e a Elson. Essa composição de trabalho é a que ele viveu em boa parte de sua carreira. Com Elson e Petrov, Thiago foi vice-campeão da Olimpíada da Juventude em Cingapura 2010 e campeão mundial sub-20 em Barcelona 2012.

Petrov já treinou, entre outros saltadores, o supercampeão Sergei Bubka, atual vice-presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF). Elson, por sua vez, tem como principal trabalho o treinamento de Fabiana Murer, sua mulher e único nome do atletismo nacional a conquistar o título do salto com vara tanto no Mundial Indoor, em Doha 2010, como no Campeonato Mundial de Atletismo em estádio, em Daegu 2011.

Leia também:
Thiago Braz fica em 6º lugar em etapa de Londres da Liga Diamante
Thiago Braz está fora do Mundial de Atletismo

Nos próximos dias, Thiago, que morou em Fórmia, na Itália, nos últimos anos, iniciará sua mudança para o Brasil e deve fixar residência na capital paulista. A CBAt informou que inicialmente o saltador irá treinar nas instalações do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O atleta defende o Esporte Clube Pinheiros e venceu a prova no Troféu Brasil Caixa de Atletismo em Bragança Paulista (SP), em setembro passado, quando o clube conquistou o tricampeonato do evento. Em eventos internacionais, no entanto, Thiago não teve muito sucesso após a Rio-2016. Sofreu com problemas pessoais, queda de rendimento, lesão e chegou a ser cortado do Mundial do ano passado.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'