Timbu em busca do equilíbrio entre atacar e defender

Na véspera da estreia pela Copa do Brasil, Náutico quer encontrar sintonia entre ações ofensivas e proteção defensiva

Técnico do Náutico, Roberto FernandesTécnico do Náutico, Roberto Fernandes - Foto: Paullo Almeida/Folha de Pernambuco

O mesmo time, estádio e esquema, mas com facetas diferentes. Quando chegou sem o favoritismo no Clássico dos Clássicos contra o Sport, na última quarta, o Náutico surpreendeu e goleou o rival por 3x0. Diante do Vitória/PE, adversário mais fraco, os alvirrubros decepcionaram e ficaram apenas no 1x1. O que mudou então? A proposta de jogo. Quando se fechou, saindo apenas nos contra-ataques, o Timbu mostrou o que tem de melhor. Ao precisar propor as ações ofensivas, com mais posse de bola, os pernambucanos apresentaram falta de criatividade. Na véspera do duelo perante o Cordino/MA, no Castelão, pela estreia da Copa do Brasil, a equipe precisa encontrar o equilíbrio para faturar a classificação que renderá R$ 600 mil aos cofres.

Quando o Náutico está enfrentando equipes e, por força da tradição, entra com a obrigação de vitória, encontra dificuldades. E vai ser assim sempre. Nossa proposta seria ter um time que constrói jogo, mas ela é incompatível com o momento do clube. A gente tem limitações e elas, em determinado momentos, aarecem de forma mais veemente”, alertou o técnico Roberto Fernandes. "Diante do Cordino, nós precisamos de um equilíbrio entre a partida do Sport, em que fechamos bem os espaços, e a do Vitória, jogo em que produzimos mais ofensivamente. Vamos enfrentar um adversário que joga em casa, precisa vencer e vai abrir espaço. Precisamos saber explorar bem isso”, completou.

Para o confronto, o treinador já adiantou que deve alterar bastante a escalação. Uma certeza é o retorno do volante Negretti, poupado do jogo anterior. Em contrapartida, a equipe terá o desfalque de Medina, com lesão na coxa direita. O zagueiro Camacho, o meia Cal e o atacante Rogerinho estão se recuperando de suas respectivas contusões e iniciaram o trabalho de transição com a preparação física.

Maratona

Pela segunda vez no ano, o Náutico terá uma maratona de quatro jogos em uma semana. Após o duelo perante o Cordino, a equipe jogará sábado contra o Pesqueira e na terça seguinte, ante o Salgueiro - ambas as partidas pelo Campeonato Pernambucano. Um dia depois, na quarta, a partida será diante do Botafogo/PB, pela Copa do Nordeste.

“Não temos tempo de treinar, nem repetir o time. Nosso treinamento será na concentração, no quadro. No campo? Sem chances”, reclamou Roberto. “Um pouco desumano isso. Estamos tendo reuniões para definir quem joga e quem não joga. É impossível aguentar e tem jogador que não vai atuar em todos”, completou o volante Josa.

Veja também

FPF faz alterações em jogos da Série A1
Futebol

FPF faz alterações em jogos da Série A1

Martín Rodríguez cita “leitura de jogo” como trunfo para ganhar vaga de titular
Futebol

Martín Rodríguez cita “leitura de jogo” como trunfo para ganhar vaga de titular