Esportes

Timbu sai na frente, mas toma virada do Campinense

Em jogo de ida da Pré-Copa do Nordeste, o Náutico perdeu por 2x1. No jogo da volta, quarta (8), vai precisar vencer

Timbu foi derrotado por 2x1 pelo Campinense. Timbu foi derrotado por 2x1 pelo Campinense.  - Foto: Folha de Pernambuco

Num segundo tempo sofrível, o Náutico pagou caro pelos seus erros e acabou perdendo de virada para o Campinense nesta quarta-feira (1º), no Amigão, em Campina Grande. Com o resultado, o Timbu precisará vencer por dois gols de diferença no jogo da volta, nos Aflitos, na próxima quarta-feira (08), para garantir vaga na Copa do Nordeste 2020. Caso vença por um gol de diferença, a decisão sairá nos pênaltis.

Dentro de campo, o clima de feriado parece ter contagiado as duas equipes, com o ritmo de jogo começando lento, sem criatividade. Aos poucos, as duas equipes foram engrenando e curiosamente o Náutico tinha mais posse de bola e chegava mais ao gol adversário. Na tentativa de reforçar a marcação, o treinador Márcio Goiano sacou Luiz Henrique e entrou Jiménez. No ataque, Robinho perdeu a vaga para Odilávio, que jogou mais aberto enquanto Wallace Pernambucano ficava mais centralizado.

As alterações deram certo na primeira etapa. A primeira boa chance veio com Thiago, aos 28 minutos, com o goleiro Vágner fazendo boa defesa após arremate de fora da área. Aos 37 minutos, uma obra de arte no Amigão. Livre na intermediária, o atacante Wallace Pernambucano levantou a cabeça e mandou um lindo chute, consciente, sem chance para o arqueiro adversário, marcando um golaço e abrindo o placar.

Leia também:
Bruno pede auto avaliação para tirar o Náutico da má fase
Náutico estreia na Série C com derrota para o ABC, em Natal
Fruto do Bom de Bola tenta sucesso no Sub-15 do Náutico

Na segunda etapa, as coisas mudaram. Basca pelo empate, o Campinense sufocou o Náutico desde o começo. E aí as falhas defensivas do Timbu foram expostas. E logo aos três minutos, o vacilo alvirrubro veio da pior forma, sofrendo um “gol de lateral”. Em lateral arremessado direito na área, a zaga timbu e o goleiro Bruno falharam, com Erivan só tendo o trabalho de empurrar a bola para o fundo do gol e deixar tudo igual.

O gol animou os mandantes, que foram em busca da virada. Acuado, o Náutico recuou e não soube se defender. E aos 18 minutos, nova falha. Em bola levantada na área, Richardson ganhou de cabeça e tocou para Henrique Mattos, também sozinho só escorar para o fundo das redes: 2x1. Além de não conseguir atacar o adversário, o Timbu continuava falhando na retaguarda.

E aos 33, o inacreditável aconteceu. Em nova bola ganha pelo alto, Henrique Mattos ganhou um repeteco, uma chance semelhante de marcar mais um gol, mas escorou mal e a bola tocou no travessão e saiu. Sem forças, o Náutico caiu e terá que correr nos Aflitos para reverter o quadro.

Ficha técnica

Campinense 2
Wagner Coradin; Gustavo, Henrique Mattos, Richardson e João Victor; Ferreira, James (Yerien), Vitor Maranhão, João Paulo (Alex Mineiro) e Erivan (Chaveirinho); Lucas Lopeu. Técnico: Francisco Diá.

Náutico 1
Bruno; Hereda, Sueliton, Diego Silva e Assis; Josa (Fábio), Jiménez e Wagninho (Luiz Henrique); Thiago, Odilávio (Cisneiros) e Wallace Pernambucano. Técnico: Márcio Goiano.

Local: Amigão (Campina Grande/PB)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL)
Assistentes: Wagner Jose da Silva e Ruan Luiz de Barros Silva (ambos de AL)
Gols: Wallace Pernambucano (aos 37 do 1ºT), Erivan (aos 3 do 2ºT) e Henrique Mattos (aos 18 do 2ºT) 
Cartões amarelos: Richardson e Henrique Mattos (Campinense). Sueliton e Jiménez (Náutico).

Veja também

Treinador do Santa Cruz revela estratégia de "vaias artificiais" durante treino fechado; entenda
SANTA CRUZ

Treinador do Santa Cruz revela estratégia de "vaias artificiais" durante treino fechado; entenda

Técnico do Santa Cruz comemora classificação no Estadual: "Marca para a grandeza desse clube"
SANTA CRUZ

Técnico do Santa Cruz comemora classificação no Estadual: "Marca para a grandeza desse clube"