A-A+

Time de Ronaldo sonha com Champions e vive rebaixamento

Fenômeno almeja torneio internacional para o Valladolid, mas a equipe briga para não cair no Campeonato Espanhol

Ronaldo FenômenoRonaldo Fenômeno - Foto: Reprodução/Fifa

O Valladolid está na 18ª posição do Campeonato Espanhol, vencido pelo Barcelona neste sábado (27), pela 26ª vez. A três rodadas para o fim do torneio, a equipe luta para permanecer na elite do futebol em seu país, os três últimos dos 20 times caem para a segunda divisão. No momento, esse é um dos principais desafios de Ronaldo, que comprou 51% do time em 2018 e se tornou presidente. "Neste ano, com muita dificuldade, nosso objetivo é se manter na primeira divisão", diz o ex-atleta à reportagem.

Mesmo com uma meta difícil, Ronaldo diz que o Valladolid tem de sonhar alto e não deve colocar limites nos sonhos. "Logicamente, eu vou estruturar o clube e fazer o melhor que posso e sei para o Valladolid chegar ao máximo que conseguir. Claro que chegar a uma Champions seria uma loucura na cidade. Mas a gente vai tentar também, por que não?", afirma.

O ex-camisa 9 da seleção brasileira é o embaixador global do Santander na Liga dos Campeões desde o ano passado (2018). Quando o banco espanhol deixou a Ferrari, na Fórmula 1, e resolveu investir mais no futebol. Além disso, eles também mantém patrocínio na Libertadores da América.

Ronaldo passa boa parte do tempo em Madri, mas esteve em São Paulo para a abertura da exposição Deu Liga!, no Farol Santander, no centro da capital paulista, na última quarta-feira (24). A mostra apresenta a diversidade étnica do principal torneio de clubes da Europa, por exemplo, há jogadores de 102 países.

Em evento na capital espanhola, em 2018, Ronaldo brincou que, como dono do time, trabalhava muito mais e ganhava muito menos. No clube espanhol, ele sequer tem um salário. "Meu foco sempre foi estruturar o clube como ele merece, como a torcida deseja. Eu decidi não ter salário porque, na verdade, eu não preciso e quero mostrar cada vez mais que nosso empenho e nossos objetivos estarão sempre em primeiro lugar", disse.

Leia também:
Valladolid dispara após chegada de Ronaldo Fenômeno
Após comprar Valladolid, Ronaldo revela chance de treinar com time
Ronaldo passa "confiança" aos jogadores do Valladolid
Ronaldo Fenômeno compra 51% do Valladolid

E seu nome, praticamente uma marca própria, tem ajudado o Valladolid a se internacionalizar. Um escritório em Madri já funciona para ampliar as relações com empresas. "O clube tem de deixar de ser regional, então a gente tem que conversar com marcas nacionais e internacionais, o que tem dado um sucesso maravilhoso, estamos conversando com várias marcas", diz orgulhoso.

"Neste último ano fiz mais de 100 mil km promovendo o clube. Nova York, Dubai, Abu Dhabi, China, Indonésia. É muito cansativo, mas estou muito animado. Quanto mais forte a marca do clube, melhor time eu vou conseguir fazer", argumentou.

Veja também

Florentín lamenta erros e queda anímica do Sport em derrota para o Atlético-MG
Insatisfeito

Florentín lamenta erros e queda anímica do Sport em derrota para o Atlético-MG

Em nota, Roberto Fernandes lamenta rebaixamento: "os problemas foram maiores"
Santa Cruz

Em nota, Roberto Fernandes lamenta rebaixamento: "os problemas foram maiores"