Futebol

Titular com Kleina, Lombardi avalia crescimento no Náutico

Zagueiro de 38 anos relatou como encarou críticas na chegada ao clube e como tem procurado evoluir para se manter na equipe principal

Fernando Lombardi, zagueiro do NáuticoFernando Lombardi, zagueiro do Náutico - Foto: Léo Lemos/Arquivo Náutico

O zagueiro Fernando Lombardi, de 38 anos, é, ao lado de Jorge Henrique, o jogador mais experiente do Náutico. Fato que não o blindou de ser alvo de várias críticas desde sua chegada ao clube, ano passado. Reserva em boa parte das partidas, o atleta ganhou uma sequência na equipe titular, participando dos últimos quatro compromissos do Timbu após a chegada do técnico Gilson Kleina. Um novo momento que o defensor espera aproveitar para diminuir a desconfiança da torcida.

“Desde minha chegada, no início da Série C 2019, eu tenho a maior honra de vestir essa camisa, que dá visibilidade no cenário nacional. Críticas fazem parte do trabalho. Respeito, mas só fico chateado quando parte para ataques no lado pessoal. Nunca me deixei abater ou abaixar a cabeça. Você tem que continuar trabalhando. Críticas construtivas são aquelas que você pega e analisa. Por mais que eu tenha 38 anos, eu tenho muito a aprender. Sou muito motivado e busco a melhor performance. O importante é ter essa sequência para buscar o G4”, afirmou.

O próximo jogo do Náutico será contra a Chapecoense, sexta (17), nos Aflitos, pela Série B do Campeonato Brasileiro 2020. Um confronto direto de clubes que brigam pelo acesso à Série A. Depois de encarar os catarinenses, os pernambucanos vão jogar duas vezes seguidas fora de casa, contra Sampaio Corrêa e Cuiabá. Mas o foco, garante o defensor, está no duelo mais próximo.

“Pensamos jogo a jogo. Isso já foi bem colocado pelo professor. Temos convicção que estamos no caminho certo. Miramos a parte de cima da tabela, mas não adianta pensar nos próximos jogos antes de pensar na Chapecoense”, frisou.

 

Veja também

Jogador da NFL diz que o Náutico é seu time favorito
Esportes

Jogador da NFL diz que o Náutico é seu time favorito

Sem casos em três meses, NBA mostra como se faz uma bolha contra Covid-19
Basquete

Sem casos em três meses, NBA mostra como se faz uma bolha contra Covid-19