Solidariedade

Torcedores turcos lançam milhares de pelúcias para vítimas do terremoto

O Vodafone Park, em Istambul, lotou com 40 mil pessoas, muitas das quais atenderam ao pedido do clube Besiktas para levar brinquedos ao estádio

Pelúcias jogadas ao campo para serem doadas a crianças que sobreviveram ao terremoto que atingiu a Turquia recentemente Pelúcias jogadas ao campo para serem doadas a crianças que sobreviveram ao terremoto que atingiu a Turquia recentemente  - Foto: Handout DHA/AFP

Os torcedores do clube de futebol turco Besiktas encheram o campo do time em Istambul, durante a partida na noite deste domingo (26), contra o Antalyaspor, com milhares de brinquedos para beneficiar as crianças afetadas pelo forte terremoto do último dia 6.

O Vodafone Park lotou com 40 mil torcedores, muitos dos quais atenderam ao pedido do clube para levar brinquedos ao estádio. A partida foi adiada em novembro devido a um ataque terrorista na rua Istiklal, ponto de referência de Istambul.

O jogo foi interrompido na marca de 4:17 para lembrar o terremoto devastador que atingiu a região sul da Turquia há três semanas. Os torcedores jogaram milhares de bichinhos de pelúcia e cachecóis no campo em um gesto de apoio às crianças afetadas pelo desastre.

Pelúcias jogadas ao campo para serem doadas a crianças que sobreviveram ao terremoto que atingiu a Turquia recentemente  Pelúcias jogadas ao campo para serem doadas a crianças que sobreviveram ao terremoto que atingiu a Turquia recentemente  | Foto: Handout DHA/AFP

Antes da iniciativa, os torcedores também prestaram homenagem às mais de 50 mil vítimas do terremoto na Turquia e na Síria, incluindo o ex-jogador do Chelsea Christian Atsu e o goleiro Ahmet Eyup Turkaslan, que jogaram na Turquia. Alguns jogadores começaram a chorar no campo durante a cerimônia.

Os brinquedos foram recolhidos por jogadores e funcionários e serão encaminhados às áreas atingidas e distribuídos às crianças impactadas pelo desastre.

Veja também

Charles Leclerc é o mais rápido no último treino livre do GP de Mônaco de Fórmula 1
f1

Charles Leclerc é o mais rápido no último treino livre do GP de Mônaco de Fórmula 1

Conmebol convoca árbitras e assistentes pela primeira vez para Copa América
COPA AMÉRICA

Conmebol convoca árbitras e assistentes pela primeira vez para Copa América

Newsletter