Torcida cobra, mas Leston não se sente pressionado no Santa

"Estou me sentindo incomodado com o tamanho do incentivo e do apoio que tenho recebido do torcedor", disse o treinador

Técnico do Santa Cruz, Leston JúniorTécnico do Santa Cruz, Leston Júnior - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

O trabalho do técnico Leston Júnior voltou a ser questionado por grande parte da torcida do Santa Cruz. Embora reconheça a cobrança mais forte, o treinador disse que não se sente pressionado no cargo, mas os dois jogos seguidos no Arruda podem ser decisivos para o futuro do profissional no clube. Em entrevista coletiva, às vésperas do jogo contra o Sampaio Corrêa/MA, o comandante minimizou as cobranças externas.

“Só é possível se sentir ofendido quando você concorda com o que a pessoa está falando. Ofensa pra mim é isso. A relação com a torcida é muito tranquila. Posso até dizer que estou me sentindo incomodado com o tamanho do incentivo e do apoio que tenho recebido. O carinho me deixa incomodado no sentido de que preciso responder positivamente para a torcida. Tenho que dar esse retorno. A palavra que mais usei é aqui foi privilégio. Sou privilegiado porque trabalho num clube desse tamanho e tenho um respaldo de boa parte da torcida”, declarou.

Leia também: 

Cobrado, executivo do Santa Cruz defende trabalho de Leston

Sequência em casa é decisiva para futuro de Leston no Santa 

Leston Júnior deixou claro nas entrelinhas que as críticas não o afetam no dia a dia. “Unanimidade nunca vai existir. Na minha vida aprendi que há coisas boas e ruins, mas tudo está voltado para o foco. A cobrança é normal. Eu procuro focar sempre no apoio, no que é bom. Coisa ruim já tem demais na sociedade. Me cobro muito”, comentou o técnico.

Durante a semana, o executivo de futebol Luciano Sorriso bancou a permanência do técnico Leston Júnior no Santa. O gerente remunerado tricolor afirmou que é totalmente contrário a saída do profissional. O diretor, inclusive, fez questão de defender o trabalho comandante.

Trajetória

Há mais seis meses no Santa - anunciado oficialmente em 1º de novembro do ano passado e apresentado no dia 22 do mesmo mês -, Leston Júnior acumula 11 vitórias, dez empates e oito derrotas em 29 jogos disputados (49,42 % de aproveitamento). Até aqui, o clube só acumula insucessos na temporada, restando apenas o Campeonato Brasileiro da Série C, principal objetivo. Para salvar o ano, só o acesso à Série B. Vale lembrar que o Tricolor foi eliminado precocemente pelo Afogados da Ingazeira nas quartas de final do Pernambucano, caiu na semifinal da Copa do Nordeste para o Fortaleza e também saiu na quarta fase da Copa do Brasil para o Fluminense.

Durante a temporada, o treinador Leston Júnior foi assediado por outros clubes. Ele chegou a recusar uma proposta do São Bento/SP, da Série B, e também recebeu uma sondagem do Paysandu, que está na Série C.

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo