Torcidas rivais se unem em despedida de jogador da Chape em Ribeirão Preto

Gimenez defendeu inicialmente o Comercial, mas foi no rival Botafogo que se destacou na conquista do vice-campeonato da Copa Paulista de 2014

Foram entregues 85 títulos dede Concessão de Direito Real de Uso da Terra (CDRU) em Glória do Goitá e Vitória de Santo AntãoForam entregues 85 títulos dede Concessão de Direito Real de Uso da Terra (CDRU) em Glória do Goitá e Vitória de Santo Antão - Foto: Divulgação / Iterpe

Protagonistas de uma das maiores rivalidades entre clubes do interior paulista, torcedores de Botafogo e Comercial, ambos de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo), se uniram neste domingo (4) para a despedida do lateral Gimenez, da Chapecoense, morto na queda do avião que levava a equipe para Medellín.

O corpo do atleta está sendo velado desde às 11h40 deste domingo no estádio Santa Cruz, pertencente ao Botafogo. Inicialmente, o velório estava previsto para ocorrer a partir das 9h, mas o corpo precisou ser preparado antes de chegar à cidade.

O jogador defendeu os dois clubes de Ribeirão Preto ao longo de sua carreira. O caixão foi colocado na lateral do gramado e, na arquibancada coberta do estádio, torcedores dos dois clubes se juntaram para a despedida, com camisas e bandeiras dos times. No caixão, há as bandeiras de Botafogo, Comercial e Chapecoense. Após o velório, o corpo será levado a Cravinhos, cidade que fica a 20 quilômetros de Ribeirão, onde será enterrado.

Gimenez defendeu inicialmente o Comercial, mas foi no rival Botafogo que se destacou na conquista do vice-campeonato da Copa Paulista de 2014 e no Campeonato Paulista de 2015. Ao menos 600 pessoas foram ao estádio se despedir do lateral. Quando o corpo chegou, houve choro e estouro de fogos de artifício. Em locais próximos ao estádio, vendedores ambulantes estão comercializando bandeiras e camisetas do time de Santa Catarina.

Veja também

Roland Garros diz que terá até 60% de público na edição deste ano
Tênis

Roland Garros diz que terá até 60% de público na edição deste ano

Willian Farias cita interferência no planejamento do Sport por indefinição no calendário
Futebol

Willian Farias cita interferência no planejamento do Sport por indefinição no calendário